O que queremos neste Natal

Por Camile Triska

Neste ano, o que queríamos no Natal seria ter familiares todos reunidos, crianças correndo com seus presentes, abraços não dados durante todo o ano e, porque não, até a piada “é pavê ou pacumê” acabaria despertando risadas contidas.

Mas, não é o que teremos…

Será um Natal distante, apenas por vídeo ou com telefonemas. Não é o ideal, mas protege aqueles que amamos. É isso que queremos!

Papai Noel não trouxe como presente o fim da pandemia, mas pode trazer a continuidade da saúde para todos. Isso é o que mais queremos.

Muitas pessoas não têm mais algum familiar ou amigo para celebrar, ficou só a lembrança de um Natal passado. Muitas pessoas não têm nem o que celebrar, pois viram seus empregos ou casas desaparecem. Muitas pessoas ainda não sabem se poderão celebrar enquanto esperam por uma melhora daquela pessoa amada internada em um hospital. Tudo isso era algo que não queríamos.

Queremos ouvir a voz de todos, queremos ouvir as risadas, queremos que a vacina chegue logo, queremos aquele abraço apertado. Mas, o que realmente queremos neste Natal é saber que poderemos estar reunidos no próximo.

 


Camile Triska é jornalista, gerente de Comunicação Corporativa na Expressa Comunicação e editora do Curitiba de Graça 

 

 

Você sabia que o Curitiba de Graça é um veículo feito por jornalistas e é independente? Para continuarmos fazendo nosso trabalho de difusão da cultura precisamos do seu apoio. Veja como colaborar AQUI.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicações Recentes

Oficina de Música: Programação infantojuvenil ganha destaque na edição virtual

Shows para as crianças e bate-papos para pais e educadores estão entre as atrações A educação musical também têm destaque...
- Advertisement -

Veja Também

close-link
1vbOJm4gRLHIeVVCT3VKjoSf3gUTH4wpm3RqkByOFLr5dpTNpnfG0zRzWqFtH2zDleb85kuSfcU8zHc5lgdOnw==