Webdocumentário da Selvática Ações Artísticas mostra o processo de criação de um espetáculo teatral

O coletivo artístico mostra os bastidores de uma de seus principais peças, que reuniu toda a equipe

Por Camile Triska

Para mostrar ao público como é processo de criação de um espetáculo, a Selvática Ações Artísticas produziu um webdocumentário de cinco episódios que apresenta os bastidores do “Cabaret Macchina”, uma de suas principais peças, que já integrou a Mostra Oficial do Festival de Curitiba, além de curtas temporadas na Reitoria da UFPR, no Museu de Arte Municipal de Curitba (MuMA) e em Ruas da Cidadania.

O quarto episódio do webdocumentário será divulgado nesta próxima terça (13/10), a partir das 20h, no YouTube da Selvática. Os primeiros episódios também estão disponíveis no canal e o último será divulgado no próximo mês, ainda sem data definida.

Nesse novo vídeo será apresentada como foram criados núcleos e formatos de organização artística do espetáculo. O artista residente, produtor e diretor coreográfico de “Cabaret Macchina”, Gabriel Machado, explica que para organizar toda a elaboração do projeto, diferentemente de ter uma pessoa para cada função ou mesmo contratar um figurinista, um cenógrafo, entre outros profissionais, a própria equipe, com mais de 20 pessoas, assumiu esses trabalhos.

“Cabaret Macchina”estreou em 2018 e foi o primeiro espetáculo que teve todos os artistas do coletivo reunidos em um único projeto. Com direção de Ricardo Nolasco, que também assina a dramaturgia com Francisco Mallmann e Leonarda Glück, o enredo foi desenvolvido a partir da obra do dramaturgo alemão Heiner Müller, com uma história trazida para a realidade brasileira, cujos personagens vão às ruas de Curitiba em busca dos restos de um herói.

VEJA TAMBÉM: Espetáculo gratuito faz um retrato sobre o cotidiano de jovens na periferia

A peça é apresentada em formato de pós-ópera e inspirada em cabarés, um linguagem teatral que ficou popular no final do século XIX na França, durante a Belle Époque, com inclusões de música, recitação ou drama, geralmente apresentada em espaços alternativos, e que durante muito tempo foi considerados um subgênero do teatro por ter um formato mais popular.

“Nos últimos oito anos, temos desenvolvido uma pesquisa particular em relação ao estudo do cabaré como linguagem, com a realização de espetáculos, oficinas e residências. Para nós, o cabaré é um espaço político, work in progress (trabalho em progresso, em livre tradução) e que permite o desenvolvimento de uma arte híbrida e diretamente relacionada a dramaturgia contemporânea”, revela Ricardo Nolasco, que também é artista residente e programador da Selvática.

A história apresenta uma releitura de Hamlet como um ideal envolto em fracassos e a incompletude de um herói. “Hamlet é mulher negra, Ophelia é mulher trans e Medeia mulher-máquina. Assim, esses heróis anti-heróis se relacionam com um grupo de artistas de cabaré na busca para construir uma máquina espetáculo desejante”, comenta.

Tititi, um conversa informal

Logo após a divulgação do novo episódio do webdocumentário, acontece, também no YouTube, o encontro virtual “Tititi Papo de Vedete”, uma conversa informal que apresenta outros aspectos do trabalho da Selvática nesse espetáculo. “No lançamento do primeiro capítulo do webdoc, algumas pessoas comentaram que acharam muito rápido, que sentiram falta de ouvir mais, daí criamos esse encontro”, conta Gabriel Machado.

Nessa edição, estarão presentes Cali Ossani, que criou o figurino com Stefano Belo e Patricia Cipriano, Jo Mistinguett, que fez direção musical e trilha original, Semy Monastier e Patricia Saravy, da iluminação, e Cacá Bordini, da produção. A conversa será mediada pelo ator Leo Bardo.

Compartilhamento da criatividade

Criada em 2011, em Curitiba, a Selvática Ações Artísticas se define como “uma experiência híbrida de coletivo, produtora, espaço artístico, plataforma criativa de gestão compartilhada, residência e intercâmbio”. O coletivo é formado por 15 artistas residentes, que se revezam em diferentes funções e pesquisas artísticas, além de artistas colaboradores, que participam de obras específicas e produções, mas não fazem parte das ações de gestão do espaço.

Eles mantêm a Casa Selvática, localizada no bairro Rebouças, um espaço que abriga oficinas, espetáculos teatrais, mostras de arte, exposições e festas. Durante todos esses anos, já foram desenvolvidas mais de 40 obras e 100 ações em diferentes áreas, recebendo prêmios nacionais e internacionais, com os quais conseguiram apresentar seus trabalhos em diversas locais do Brasil e cidades da América Latina, Europa e África.

Mais informações no site www.selvatica.art.br, no FacebookInstagrame Twitter da Selvática Ações Artísticas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicações Recentes

Curitiba de Graça lança campanha de financiamento coletivo

Colabore com o Curitiba de Graça e seja um benfeitor do jornalismo cultural Ao menos, nos últimos dois anos, você...

Pedreira Paulo Leminski tem estreia do filme “Como cães e gatos 3: Peludos Unidos!”

O terceiro filme da franquia terá várias sessões neste fim de semana, no Planeta Drive-In Curitiba Nesta semana, o Planeta Drive-In Curitiba, na Pedreira Paulo...

Brasis no Paiol em Casa anuncia edição de outubro com dez shows

Em outubro, apresentações do Brasis no Paiol serão de artistas do Paraná e São Paulo Enquanto a vacina do coronavírus não chega, o Brasis no...

Seis editoras brasileiras se unem para incentivar a diversidade e tolerância religiosa

Projeto "Andar com Fé eu Vou" disponibiliza oito audiolivros gratuitos para promover a tolerância religiosa Para ajudar a promover a diversidade e tolerância religiosa, seis...

Associação Socorro aos Necessitados faz live para iniciar comemorações de seu centenário

Aniversário de 100 anos da Socorro aos Necessitados terá vários eventos ao longo do próximo ano Em 2021, a Socorro aos Necessitados completará 100 anos,...

Veja Também

close-link