Finalistas Prêmio Jabuti: A história de uma das maiores tragédias humanitárias

Primeiro livro da trilogia “Escravidão”, do maringaense Laurentino Gomes, aborda desde o início dos leilões em Portugal até a morte de Zumbi dos Palmares

A escravidão foi uma das maiores tragédias humanitárias do mundo e do Brasil. Arrancados do continente e da cultura em que nasceram, os africanos e seus descendentes foram explorados, discriminados e sofreram todo o tipo de humilhações e violências. Essa história, que até hoje impacta a sociedade brasileira, é contada com detalhes pelo escritor e jornalista maringaense Laurentino Gomes na trilogia “Escravidão” (Editora Globo), cujo primeiro volume é um dos finalistas do Prêmio Jabuti deste ano.

Essa primeira parte da trilogia cobre um período de 250 anos, de 8 de agosto de 1444 até a 20 de novembro de 1695. Os dois volumes seguintes, ainda não lançados, serão dedicados ao auge do tráfico negreiro, no século XVIII, em que mais de dois milhões de africanos foram trazidos para o Brasil, ao movimento abolicionista e ao fim da escravidão, pela Lei Áurea de 13 de maio de 1888.

“Eu considero a escravidão o assunto mais importante da história do Brasil. Tudo que já fomos no passado, o que somos hoje e o que seremos no futuro tem a ver com as nossas raízes africanas e a forma como nos relacionamos com elas. E essas raízes são mais profundas do que se imagina. Fomos a maior sociedade escravagista do Hemisfério Ocidental por mais de trezentos anos. Quarenta por cento de todos os doze milhões de cativos africanos trazidos para as Américas tiveram como destino o Brasil. Portanto, sem estudar a escravidão seria impossível entender o que somos hoje e também o que pretendemos ser no futuro”, afirma Laurentino Gomes por meio da assessoria da editora. Devido a uma agenda lotada do escritor, não foi possível realizar uma entrevista.

Do primeiro leilão de cativos até a morte de Zumbi dos Palmares

Embora o foco principal do trabalho seja o Brasil e a África, o primeiro volume da trilogia também aborda a escravidão em outros períodos da história da humanidade. O livro reúne uma série de ensaios e reportagens de campo, resultado de seis anos de trabalho de pesquisas quando Laurentino esteve em centros de estudos, bibliotecas, museus e locais históricos de doze países em três continentes, incluindo Colômbia, Inglaterra, Estados Unidos, Cabo Verde, Senegal, Angola, Gana, Benim, Marrocos, Moçambique, África do Sul, Portugal, entre outros.

VEJA TAMBÉM: Curitiba de Graça lança campanha de financiamento coletivo

No Brasil, ele visitou quilombos no Estado da Paraíba, antigos engenhos de cana-de-açúcar, a Serra da Barriga, em Alagoas, onde morreu Zumbi dos Palmares, as cidades históricas do ciclo do ouro e diamante em Minas Gerais, fazendas dos barões do café e o Cais do Valongo, no Rio de Janeiro, maior porto de desembarque de escravos do mundo no século XIX.

O trabalho de revisão e leitura crítica do livro foi feito pelo poeta, ensaísta e historiador Alberto da Costa e Silva, ex-presidente da Academia Brasileira de Letras e considerado atualmente o maior especialista brasileiro em história da África.

Premiações

Graduado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná, com pós-graduação pela Universidade de São Paulo, Laurentino Gomes é membro titular da Academia Paranaense de Letras. Esta não é a primeira vez que ele figura entre os finalistas do Prêmio Jabuti – o autor já ganhou seis vezes a premiação. Seus livros “1808”, “1822” e “1889” foram vencedores nas categorias Reportagem e Livro de Não Ficção do Ano em 2008, 2011 e 2014, respectivamente.

 

Você sabia que o Curitiba de Graça é um veículo feito por jornalistas e é independente? Para continuarmos fazendo nosso trabalho de difusão da cultura precisamos do seu apoio. Veja como colaborar AQUI.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Publicações Recentes

Por trás das cortinas da Ave Lola: a primeira década de uma trupe de teatro

Trupe Ave Lola completa dez anos e lança websérie documental em maio Quais são as histórias que uma trupe de...
- Advertisement -

Veja Também

spot_imgspot_img

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.