Cinematerapia: O Rei do Show

Longa-metragem nos faz pensar sobre o que estamos dispostos a fazer pelos nossos sonhos

Flávio Jayme
Se tem um filme que eu me apaixonei nos últimos tempos, esse foi O Rei do Show. O longa estrelado e produzido por Hugh Jackman (comenta-se que ele levou mais de dez anos pra conseguir produzir o filme) é baseado na história real de PT Barnum, um homem com um sonho: se tornar um entertainer.
Na minha maneira de ver, O Rei do Show tem duas grandes lições a nos ensinar enquanto desfila sua história e entoa suas músicas incríveis e viciantes.
A primeira delas é sobre ir atrás de seus sonhos. Barnum, interpretado por Hugh Jackman, não hesita em perseguir o que deseja: ele quer ter seu próprio espetáculo. E, ao não hesitar, acaba passando por cima de outros valores e colocando sua ética em cheque: negligencia a família e equipe para chegar onde quer.

O que me leva à pergunta: até onde buscar um sonho pode significar fazer mal a outro?
A segunda lição é sobre as personagens que Barnum coloca em seu circo. Valendo-se de pessoas marginalizadas pela sociedade, ele cria um circo de “aberrações”, onde uma mulher barbada, um homem com o corpo todo tatuado e um anão são exibidos como atrações.

Mas, ele está valorizando aquelas diferenças ou apenas usando-as para seu benefício próprio, reafirmando o caráter marginalizado daqueles personagens?

Eu prefiro acreditar que, ao mesmo tempo que ele se vale, sim, daquelas “aberrações”, ele as empodera, ao colocar pessoas excluídas no centro do palco como atração principal.
Com visual deslumbrante, músicas sensacionais e uma história emocionante, O Rei do Show é daqueles filmes que nos coloca pra cima e nos faz pensar sobre o que nos faz diferentes e únicos e também sobre o que estamos dispostos a fazer pelos nossos sonhos.
Dirigido por Michael Gracey, com roteiro de Bill Condon (vencedor do Oscar pelo roteiro de Deuses e Monstros e diretor de longas como A Bela e a Fera e Dreamgirls) e músicas de Benj Pasek e Justin Paul (vencedores do Oscar pelas canções de La La Land), O Rei do Show está disponível no Disney+.
https://www.instagram.com/tv/CP_sp11Jn9r/




Flávio Jayme é terapeuta e jornalista especializado em Cultura, idealizador do site Pausa Dramática e do perfil @terapeuta.flaviojayme

 
 
Você sabia que o Curitiba de Graça é um veículo feito por jornalistas e é independente? Para continuarmos fazendo nosso trabalho de difusão da cultura precisamos do seu apoio. Veja como colaborar AQUI.
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicações Recentes

Livro sobre mitologia de Hércules tem lançamento gratuito no Wonka Bar

"Os Doze Trabalhos de Hércules" é lançado em livro com poemas inéditos. Depois de passar pelo rádio, teatro e...
- Advertisement -

Veja Também

spot_imgspot_img