Cinematerapia: Encantada e o cotidiano com uma visão mais otimista

Que tal começar abandonar um pouco a negatividade? Não precisa ser alienado para isso

Flávio Jayme

Você, com certeza, já viu uma dessas pessoas que fazem tudo cantando, parecem estar felizes o tempo todo, que vivem em um mundo colorido que a gente não consegue enxergar.

Bom, quando essa alegria não é de mentira, este tipo de atitude, longe de alienar, é extremamente saudável.

A tal “Síndrome de Poliana” – a tendência de encontrar sempre o lado positivo das coisas – pode fazer uma diferença enorme em nossa vida. Olhe para alguma situação de seu cotidiano hoje e pense: qual seu lado positivo e qual seu lado negativo? Você SEMPRE pode escolher em qual lado focar.

E é isso que Giselle faz em Encantada: ao ser expulsa de seu mundo animado e vir parar no nosso mundo caótico, ela nunca deixa de lado seu otimismo, o pensamento de que tudo vai dar certo. Mesmo quando parece estar dando errado, ela canta, sorri, enfrenta o mundo de forma alegre.

Então, por que às vezes a gente opta por ver somente o lado negativo de um problema ou de uma situação? Se você olhar bem, tudo tem um lado positivo. Siga o exemplo de Giselle: mesmo quando tiver que fazer faxina, faça cantando uma “canção feliz de trabalho”. Você vai perceber como aos poucos sua visão de mundo e do que é bom ou ruim vai mudar.

https://www.instagram.com/tv/CRmtanqjcTh/

 

 

Flávio Jayme é terapeuta e jornalista especializado em Cultura, idealizador do site Pausa Dramática e do perfil @terapeuta.flaviojayme

 

 


Você sabia que o Curitiba de Graça é um veículo feito por jornalistas e é independente? Para continuarmos fazendo nosso trabalho de difusão da cultura precisamos do seu apoio. Veja como colaborar AQUI.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicações Recentes

Livro sobre mitologia de Hércules tem lançamento gratuito no Wonka Bar

"Os Doze Trabalhos de Hércules" é lançado em livro com poemas inéditos. Depois de passar pelo rádio, teatro e...
- Advertisement -

Veja Também

spot_imgspot_img