Você sabia que o Jardim Botânico de Curitiba não é um parque?

Embora seja um local que pareça um parque, o objetivo do Jardim Botânico é a preservação da mata nativa

Por Adelita Becker

Vou começar este artigo com a mesma indagação do título: Você sabia que o Jardim Botânico de Curitiba NÃO é um parque?

Ele é uma instituição criada para preservar a mata nativa do Paraná, assim como todos os Jardins Botânicos espalhados pelo Brasil, que acolhem suas plantas locais. Ou seja, espécies que nascem e se desenvolvem melhor no frio ou no calor, na chuva ou no tempo mais seco, espécies que dão flores e frutos em determinadas épocas do ano. É por isso que não é considerado um parque.

Um parque é, geralmente, destinado à população para fazer exercícios, piquenique, apreciar as belezas, correr com as crianças, andar de bike, patins, skate, jogar bola e conversar muito! Já no Jardim Botânico, cada espécie lá plantada tem uma representatividade. Se vocês observarem, em cada árvore há o seu nome científico escrito e não é a toa que ela está ali.

E aquela estufa símbolo do local? A estufa acolhe as plantas nativas do Paraná mais sensíveis ao tempo frio, clima de Curitiba. Embaixo daquele Museu/Salão de Atividades (sim, tem isso lá) existe um arquivo IMENSO com milhares de registros de plantas frutíferas e das mais detalhadas. Biólogos de todo o Brasil deixam ali seus conhecimentos. É preservação da natureza pura! Claro que por ser uma área com muito “verde” é facilmente confundida com um parque.

Vamos passar essa informação adiante!

Sou Adelita, turismóloga, e essa informação sobre o Jardim Botânico ainda faz parte do livro infantil que sou autora, “Dix, o Dinossauro em Curitiba”. Com esse personagem fofinho quero levar esse conhecimento para as crianças e incentivá-las a adquirir o gosto pela leitura com o livro personalizado, contendo o seu nome. Assim, elas passam a ser a protagonista da história!

“Dix, o Dinossauro em Curitiba” está à venda na Leitura Genial, livraria que criei, especializada em literatura infantojuvenil e escritores locais. O site é www.leituragenial.com.br. Você ainda encontra mais informações no Facebook e Instagram.

Adelita Becker, mãezinha, é turismóloga por profissão e depois de “muitas viagens” aterrissou no mundo da literatura infantil. Criou a Livraria Infantojuvenil Leitura Genial – hoje on-line – onde trabalha com autores locais. Seu primeiro livro, “Dix, o Dinossauro em Curitiba” tem a proposta de livro personalizado, onde o nome da criança aparece como protagonista. Tudo para incentivar o hábito da leitura!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicações Recentes

Exposição de Yutaka Toyota volta a cartaz no Museu Oscar Niemeyer

Mostra traz 86 obras do artista, um dos pioneiros do movimento cinético internacional e da arte interativa A premiada exposição...
- Advertisement -

Veja Também

close-link
1vbOJm4gRLHIeVVCT3VKjoSf3gUTH4wpm3RqkByOFLr5dpTNpnfG0zRzWqFtH2zDleb85kuSfcU8zHc5lgdOnw==