SOMA Galeria inaugura a exposição “Vende-se Arte” de Renato Ranquine

Artista parte da linguagem dos mercados populares para falar sobre o mercado de arte

A partir da próxima quinta-feira (17/12), a SOMA Galeria recebe a segunda exposição em seu novo espaço, localizado no no multiespaço SFco179: a “Vende-se Arte”, do artista Renato Ranquine, que usa a linguagem visual do mercado popular para aproximá-la do mercado de arte, em um trabalho provocativo, irônico e crítico, em que a frase “Compre arte” é vista em painéis de led, camisetas com estampas de baixa qualidade, adesivos, banners, entre outros suportes para imagens reprodutíveis.
Renato Ranquine utiliza há alguns anos essa estratégia para gerar uma reflexão no público sobre as relações mais profundas da associação do popular com a arte. Muitas das obras são feitas com materiais de baixo custo, além de terem cores chamativas e um certo excesso visual. Não por ser um elogio à precariedade, mas sim para reproduzir a atmosfera de grandes centros de comércio popular, como a Rua 25 de Março, em São Paulo, ou o Saara (Sociedade de Amigos das Adjacências da Rua da Alfândega), no Rio de Janeiro.
O objetivo do artista é fazer um contraponto à ideia dos espaços assépticos da arte, como observou o crítico de arte Leandro Muniz. “Sabemos que o mercado de arte tem na mistificação de seus produtos uma de suas estratégias centrais. No projeto de Ranquine há uma dissolução dessas hierarquias e vale pensarmos nos motivos pelos quais o mercado de arte se torna um tema em si mesmo, não apenas em sua produção“, afirma.

VEJA TAMBÉM: Círculo Galeria e Arte recebe a exposição do artista curitibano Vicenzo Smntt

Apesar de contar com obras realizadas com materiais acessíveis, a exposição “Vende-se Arte” apresenta um rigor na construção das peças. Esse elemento leva o trabalho para além do mero trocadilho, mantendo-o em uma situação ambígua entre a crítica e o fascínio, tanto pelo mercado de arte, quanto pelas formas.

Com diversos objetos, a exposição procura recriar um clima de ruas populares, como a 25 de Março, em São Paulo. Foto: Divulgação

A exposição realiza uma provocação necessária para a cadeia produtiva das artes plásticas, conforme aponta Leandro Muniz. “Ao discutir a dimensão de mercadoria da obra de arte, ou melhor, ao apontar como o mercado de arte é uma dimensão fundamental do funcionamento desse sistema, Renato Ranquine vai contra a suposta transparência e fluidez das relações entre artistas, galeristas e colecionadores e apresenta esse mecanismo em sua opacidade.”
“Vende-se Arte” será inaugurada às 17h e ficará em cartaz até o dia 2 de fevereiro de 2021 – apenas entre os dias 24 de dezembro e 12 de janeiro, a galeria estará fechada devido ao recesso de fim de ano. O horário de visitação é das 11h às 17h, de segunda a sábado. A entrada é gratuita.
A SOMA Galeria fica na Rua São Francisco, 179 (dentro do multiespaço SFco179) – Centro. Mais informações pelo e-mail somagaleria@gmail.com ou no Instagram.
 
Você sabia que o Curitiba de Graça é um veículo feito por jornalistas e é independente? Para continuarmos fazendo nosso trabalho de difusão da cultura precisamos do seu apoio. Veja como colaborar AQUI.

Deixe uma resposta

Publicações Recentes

Festival Olhar de Cinema 2024 tem inscrições para voluntários até 15 de maio

O Festival Olhar de Cinema está com inscrições para voluntários que queiram colaborar. Veja como se inscrever até dia...

Veja Também

spot_imgspot_img

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.