Queremos Todas Vivas: Ação no centro de Curitiba conscientizará sobre o combate ao feminicídio 

Ação promovida pela pela vereadora e Procuradora da Mulher na Câmara Municipal de Curitiba, Maria Leticia, acontecerá na Boca Maldita

Nesta quinta-feira (22/07), Dia Estadual de Combate ao Feminicídio, a região central de Curitiba receberá uma ação para ampliar a discussão e alertar a população sobre o número de mulheres assassinadas no Brasil. Segundo o Anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, quatro mulheres são assassinadas por dia no país, vítimas de feminicídio.

Liderado pelo vereadora e Procuradora da Mulher na Câmara Municipal de Curitiba, Maria Leticia, o evento “Queremos Todas Vivas: um dia dedicado às mulheres que não podemos esquecer”, acontece às 10h na Boca Maldita.

“Preparamos uma ação impactante e esperamos surpreender quem passar pelo calçadão no Dia Estadual de Combate ao Feminicídio. Também vamos promover uma entrevista coletiva com ativistas e profissionais da área. Qualquer pessoa pode acompanhar de perto nossa ação, com toda a proteção que a pandemia ainda pede. Quem não puder comparecer, também pode acompanhar a ação pelas nossas redes sociais”, afirma Maria Leticia, que é fundadora da ONG Mais Marias. “São inúmeros problemas que precisamos enfrentar. O feminicídio é o auge de um ciclo progressivo de violência. Quanto mais cedo conseguirmos ajudar essas mulheres, melhor”, completa.

Um crime chamado feminicídio

Na madrugada do dia 22 de julho de 2018, a advogada Tatiane Spitzner foi encontrada morta em seu apartamento, na cidade de Guarapuava, após cair do 4º andar. Tatiane, na verdade, foi uma vítima do feminicídio e sua história inspirou a criação do Dia Estadual de Combate ao Feminicídio no Paraná.

Essa é uma situação mais comum do que pensamos. Segundo o Anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em 2020 tivemos milhares de Tatianas. No Brasil, 1.350 mulheres foram vítimas de feminicídios em 2020. Um montante que representa 34,5% do total de 3.913 assassinatos de mulheres em todo o país. Nove em cada dez mulheres vítimas de feminicídio morreram pela ação do companheiro ou de algum parente.

O crime de feminicídio no Brasil só foi legalmente tipificado em 2015, com a Lei nº 13.104. Antes disso, a violência de gênero era respaldada pela Lei nº 11.340 de 2006, mais conhecida como Lei Maria da Penha. Esses são dois mecanismos importantes no combate à violência, mas que estão longe de resolver o que hoje já é considerado uma segunda pandemia no país.

VEJA TAMBÉM: Livro de jornalista curitibana escancara o sutil abuso mental de relacionamentos tóxicos

De acordo com os dados das polícias civis estaduais, em 2020 foram ao menos 694.131 ligações relativas à violência doméstica, o que significa que a cada minuto, 1,3 chamados foram de vítimas ou de terceiros pedindo ajuda em função de um episódio de algum tipo de agressão.

Dados como esse, junto ao aumento de 3,6% na emissão de medidas protetivas de urgência concedidas pelos Tribunais de Justiça entre 2019 e 2020, indicam que os casos de violência contra a mulher estão crescendo na pandemia, mesmo que os registros de feminicídio tenham caído 0,7% no mesmo período, segundo estatísticas atualizadas do Fórum.

Os motivos dessa subnotificação envolvem a dificuldade das vítimas em pedir ajuda, os obstáculos que a pandemia tem imposto às famílias e a falta de procedimentos padronizados em todo o país, que não permite uma assistência mais consistente.

Você sabia que o Curitiba de Graça é um veículo feito por jornalistas e é independente? Para continuarmos fazendo nosso trabalho de difusão da cultura precisamos do seu apoio. Veja como colaborar AQUI.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Publicações Recentes

Novo suspense de M. Night Shyamalan estreia no Cine Passeio

Programação desta semana ainda tem filmes ganhadores de Oscar e longa-metragem brasileiro O novo suspense do diretor M. Night Shyamalan...
- Advertisement -

Veja Também

spot_imgspot_img

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.