Museu Oscar Niemeyer leva exposição de Vilanova Artigas a Ponta Grossa

Os ponta-grossenses poderão ver um recorte da mostra “Nos pormenores um universo – Centenário de Vilanova Artigas”

A partir do dia 26 de novembro, o Museu Oscar Niemeyer (MON) leva a exposição “Artigas, nos Pormenores um Universo” a Ponta Grossa, cidade a cerca de 100 km de Curitiba. A mostra reúne maquetes do arquiteto curitibano João Batista Vilanova Artigas (1915-1985) e poderá ser vista no Museu Campos Gerais, mantido pela Universidade Estadual de Ponta Grosa (UEPG).

A inauguração ocorrerá de forma on-line, a partir das 19h, no Youtube da UEPG. As visitas presenciais iniciarão a partir de 1º de dezembro e devem ser agendadas previamente pelo site www.uepg.br/museu.

O público também terá acesso remoto às exposições, por meio visitação em 360º no site do Museu Campos Gerais, além de outros materiais de divulgação, como depoimentos de pesquisadores e especialistas na área do patrimônio histórico e cultural.

As obras que poderão ser vistas pelos ponta-grossenses são Casa Mendes André, 1° Casa do arquiteto (Casinha), Casa Baeta, Segunda Casa do arquiteto, Escada Caracol da Casa Bettega, Pilar do Anhembi Tênis Clube e Pilar da Estação Rodoviária de Jaú – um recorte da exposição “Nos pormenores um universo – Centenário de Vilanova Artigas”, realizada pelo MON em 2015.

VEJA TAMBÉM: Portão Cultural reabre com exposição inédita no MuMA

Um dos curadores da exposição, Gustavo Paris, explica que pensar a casa significa também pensar a sociedade e seu conjunto de relações. “Por esse motivo, as obras selecionadas para a presente exposição tem como tema central a arquitetura residencial de João Batista Vilanova Artigas”, comenta.

Tais características podem ser observadas na escolha dos materiais utilizados, que resgatam a importância do contexto local em detrimento de uma industrialização que torna homogêneas as paisagens do mundo todo.

Realizada pelo MON, a exposição em Ponta Grossa faz parte de um projeto de itinerância e na cidade tem apoio da Universidade Estadual de Ponta Grossa e da Associação de Museus dos Campos Gerais.

Quem foi Vilanova Artigas

Para a diretora-presidente do Museu Oscar Niemeyer, Juliana Vosnika, a exposição apresenta aos paranaenses um pouco do singular trabalho do arquiteto, que nasceu em Curitiba no ano de 1915 e e formou arquiteto pela Escola Politécnica da USP, em 1937.

O arquiteto curitibano João Batista Vilanova Artigas, que faleceu em 1985. Foto: Acervo da Família/Divulgação

Na cidade de São Paulo, Vilanova Artigas foi fundador da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, em 1948, na qual liderou mais tarde, em 1962, um movimento para a reforma de ensino que influenciou outras faculdades de arquitetura no Brasil.

Militante dos movimentos populares no Brasil, Artigas chegou a ser perseguido pela ditadura militar e expulso da universidade em 1969, juntamente com outros professores brasileiros.

Sua obra foi duas vezes premiada internacionalmente pela União Internacional de Arquitetos – UIA – Prêmio Jean Tschumi de 1972 e Prêmio Auguste Perret de 1985, esse  último póstumo.

 

Você sabia que o Curitiba de Graça é um veículo feito por jornalistas e é independente? Para continuarmos fazendo nosso trabalho de difusão da cultura precisamos do seu apoio. Veja como colaborar AQUI.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicações Recentes

Exposição de Yutaka Toyota volta a cartaz no Museu Oscar Niemeyer

Mostra traz 86 obras do artista, um dos pioneiros do movimento cinético internacional e da arte interativa A premiada exposição...
- Advertisement -

Veja Também

close-link
1vbOJm4gRLHIeVVCT3VKjoSf3gUTH4wpm3RqkByOFLr5dpTNpnfG0zRzWqFtH2zDleb85kuSfcU8zHc5lgdOnw==