Filme curitibano está disponível na Amazon Prime

Animação com bonecos dirigida por Tulio Viaro é uma fábula adulta sobre o bem e o mal

Camile Triska

E, se um belo dia, um diabo resolvesse sair do lado do mal para o bem? Mas, o que é ser fazer o bem e o que é fazer o mal? Esse é o questionamento que traz ao longa-metragem curitibano “O bem-aventurado”, que foi disponibilizado na Amazon Prime.
O filme uma das dez produções, entre documentários, curtas e longas-metragens, já lançadas pelo diretor e roteirista Tulio Viaro, que desde 2010 mantém a Sótão Filmes. “O bem-aventurado” é todo encenado por bonecos em tamanhos semelhantes a de um ser humano, manipulados, principalmente, pelo atores Duda Paiva e André Mello. Eles usam três diferentes técnicas: manipulação direta, por fio e sombras. “Mas a principal é a manipulação direta de bonecos de espuma. Escolhemos essa técnica porque os bonecos têm a capacidade de mudar a expressão facial, ou seja, são muito expressivos”, comenta Tulio Viaro.

Roteiro do filme foi baseado no conto “A Conversão do Diabo”, do escritor russo Leonid Andreiev. Foto: Divulgação

Um filme de bonecos e falando das diferenças entre a maldade e a bondade, você até pode pensar que é uma fábula infantil, mas, não é! “É uma fábula adulta muito interessante. Levanta um debate sobre o que é o bem e o que é o mal. Embora tenha sido escrita no fim do século 19, ainda é uma história muito atual.”

VEJA TAMBÉM: Dicas de filmes disponíveis no streaming sobre a ditadura militar no Brasil

O enredo é baseado no conto “A Conversão do Diabo”, do escritor russo Leonid Andreiev, que Tulio leu quando ainda era adolescente, mas nunca mais esqueceu. Tudo se passa em uma pequena cidade do interior, onde um velho padre de uma igrejinha decadente passa seus dias rezando missas e ouvindo confissões dos poucos fiéis que restaram. Certo dia, chega um diabo, enviado do inferno para atormentar a vida da paróquia, mas que está cansado de praticar o mal e pede a ajuda do padre para fazer o bem e, assim, começam as desventuras dos dois.

Trajetória internacional

Lançado em 2018, “O bem-aventurado” participou de dez festivais de cinemas internacionais, incluindo o Festival de Cinema de Havana (Cuba), Festival de Cartagena de Índias (Colômbia), Festival de Sochi (Rússia), FantaFestival (Itália) e Olhar de Cinema, aqui de Curitiba.
 
Você sabia que o Curitiba de Graça é um veículo feito por jornalistas e é independente? Para continuarmos fazendo nosso trabalho de difusão da cultura precisamos do seu apoio. Veja como colaborar AQUI.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicações Recentes

Praça Viva: 2 dias de programação gratuita na Praça Santos Andrade

Neste sábado e domingo (25 e 26 de junho) a Praça Santos Andrade recebe a quarta edição do Praça...
- Advertisement -

Veja Também

spot_imgspot_img