Dra. Pet: Saiba mais sobre o comportamento de cães e gatos

Cães e gatos precisam ser constantemente entretidos, especialmente quando filhotes. Mas, cuidado com o excesso de mimos, afinal, eles também precisam ser educados

Jacqueline Felippetto

Os filhotes de cães e gatos adoram brincar. Como eles têm muita energia nessa idade é importante mantê-los entretidos sempre, assim você evita que eles causem estragos ou destruam tudo dentro de casa. Esse gasto de energia é tão necessário para os animais que já existem até creches especializada para os pets.

Uma alternativa sempre é oferecer produtos específicos para eles brincarem e se distraírem, que encontramos nas pet shops especializadas, pois se eles não tiverem com o que brincar, irão, sim arranhar o sofá, o pé da mesa, destruir colchões e muito mais.

Os filhotes de cães e gatos são muito parecidos com as crianças, eles gostam de aprontar e todo atenção é pouca. Existem cuidados importantes nessa época da vida, que são:

  • Manter a vacinação e o vermífugo em dia
  • Dar ração específica para filhotes
  • Cuidar com tomadas e fios elétricos
  • Manter as plantas em local elevado e longe deles, pois algumas são tóxicas
  • Tomar cuidado com alimentos que caem da mesa, pois eles são muito rápidos em pegar e, dependendo do tipo de alimento ingerido, pode fazer mal
  • Evitar mimar demais os bichinhos, afinal, eles também precisam ser educados. Sempre que o filhote fizer algo errado, precisa ensiná-lo na hora

É muito importante também observar o temperamento do seu animalzinho. Existem pets calmos e também os pets extremamente nervosos e agitados. Em casos assim, pode ser necessário procurar um profissional especializado em comportamento animal. Muitos pets tendem a adquirir o comportamento do seu tutor: se você é estressado, é bem provável que acabe tendo um pet estressado, por exemplo.

VEJA TAMBÉM: Conheça quatro dúvidas comuns sobre bichinhos de estimação

Em casos específicos, quando o animalzinho começa a morder demais, urina de propósito onde não deve ou come as próprias fezes, é recomendado a ajuda de um médico veterinário ou de especialista em comportamento animal para orientação. É nessa fase de filhote que o animalzinho deve ser muito bem educado e qualquer desvio de comportamento corrigido para evitar futuros transtornos na fase adulta.

Gatos
Os gatos geralmente são mais independentes, é da natureza deles ser assim. Mas, isso não significa que eles sejam menos amorosos do que os cães. Os gatos apreciam estar com seus tutores, sim. Geralmente, os gatos acham o ser humano como um ser igual a ele.

Cachorros
Os cães acham que o ser humano é um membro da sua família, pertencente a sua matilha e são totalmente dependentes dos seus tutores. Eles precisam estar pertinho, sentir o cheiro, enfim, estar sempre na companhia de seus tutores, especialmente nos passeios. Existem  muitos cães que, de tão apegados, só se alimentam quando seu tutor chega em casa. Isso acontece porque, cada vez mais, os pets são considerados os membros da família e tratados como os “nenéns” da casa. Mas, nesse caso, lembre-se do que eu disse anteriormente: é preciso evitar mimar muito e educar também!

Independente de serem mais independente ou não, um cão ou um gatinho são sempre excelentes companhias, não é mesmo?

Espero que tenham gostado e até a próxima!

Jacqueline Felippetto
Jacqueline Felippetto é médica veterinária e atua na área de animais de companhia. Há quase 20 anos, participa de programas de televisão para dar dicas de como cuidar de bichos de estimação, que também são compartilhadas no canal do Youtube, Bichos na TV

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicações Recentes

Livro sobre mitologia de Hércules tem lançamento gratuito no Wonka Bar

"Os Doze Trabalhos de Hércules" é lançado em livro com poemas inéditos. Depois de passar pelo rádio, teatro e...
- Advertisement -

Veja Também

spot_imgspot_img