Dicas de como tornar a leitura um hábito em seu dia a dia

Algumas atitudes simples ajudam a criar uma rotina de leitura

Em tempos em que as redes sociais e o mundo virtual dominam cada vez mais a atenção e ocupam boa parcela do dia das pessoas, é muito comum ver a leitura ser deixada de lado inclusive por aqueles que antes eram considerados leitores assíduos.

Muitas pessoas terminam um ano sem ter lido um livro sequer ou então insatisfeitas com a quantidade de livros que leram no período. Então, que tal aproveitar o começo do ano e tentar adquirir hábitos para incluir mais a leitura em seu dia a dia?

VEJA TAMBÉM: Biblioteca disponibiliza no YouTube todos os vídeos da 4ª Flibi

A editora de Literatura da Positivo Soluções Didáticas, Cristiane Mateus, dá dicas sobre como ajudar a cumprir essa meta, não com a finalidade de tornar a leitura uma obrigação, mas, sim, com o objetivo de mostrar que pequenas atitudes são fundamentais para se formar um leitor convicto e assíduo.

Quantos livros?
O primeiro passo deve ser estabelecer uma meta. Quantos livros você pretende ler ao longo de todo o ano? O ideal para quem está começando a adquirir o hábito da leitura é começar devagar, estipulando um livro por mês, pois ter metas possíveis é importante para não desanimar.

“Se observar que está tomando gosto e a leitura está rendendo, é possível aumentar essa quantidade mensal”, afirma Cristiane Mateus. Outra ideia é estabelecer um número de páginas por dia, lembrando de começar com menos páginas para que seja viável cumprir a meta e até mesmo querer aumentá-la.

Tenha sempre algum livro à mão
Nossa rotina diária nos obriga muitas vezes a passar longos tempos de espera (no trânsito, no transporte coletivo, numa fila, numa recepção, consultório ou à espera de alguém) e esse tempo não será perdido se a pessoa tiver à mão um livro para ler enquanto aguarda.

Nesse caso, pode ser um livro físico, versões digitais como o Kindle ou até mesmo o próprio smartphone. Existem livros digitais e plataformas que possuem obras adaptadas para serem lidas inclusive pelo celular, com a possibilidade de alterar o tamanho da letra para uma visualização mais confortável.

Grupos e clubes de leitura
Ler é uma atividade individual, mas para torná-la menos solitária existem inúmeros grupos nas redes sociais nos quais as pessoas compartilham suas experiências de leitura, trocam indicações de obras e comentam sobre seus livros favoritos. Além de servir como incentivo, esses grupos ajudam a aumentar o seu repertório.

Existem também clubes de assinatura de livros, em que, por meio de uma curadoria especializada, o assinante recebe em casa, mensalmente, um número específico de livros para leitura. Assim como os grupos de leitura, os clubes por assinatura podem ser uma boa opção para aqueles que sempre se perguntam “qual livro devo ler agora?”.

Livrarias, bibliotecas e feiras de livros sempre servem como estímulo
Apesar dos clubes de assinaturas de livros servirem como incentivo e ajuda em muitos casos, Cristiane Mateus ressalta que o caminho de cada leitor é uma construção muito particular. “O ideal é que a pessoa não delegue completamente a escolha dos livros a outros. Deixe-se levar também pelo encanto das livrarias e bibliotecas, aproveite as feiras de livros. Esse universo sempre nos revela surpresas incríveis e um mundo de possibilidades, além de nos ajudar a ir descobrindo, por conta própria, o que mais nos interessa e agrada”, aconselha a editora.

Lembrando que, nesta época de pandemia, algumas bibliotecas estão fechadas, mas disponibilizam alguns conteúdos on-line e as feiras são realizadas no formato virtual.

Exercitar a leitura até que se transforme num hábito e em prazer
Cristiane destaca que, pelo menos no começo, a pessoa deve ler mesmo quando não estiver com vontade. “Leia mesmo sem disposição. Pouco, apenas algumas páginas, mas todos os dias. Transforme isso num hábito cotidiano fundamental, como comer e se movimentar”, destaca. Desta forma, a leitura será incorporada à rotina e irá se tornar um momento essencial e enriquecedor na vida, proporcionando momentos especiais de emoção e entretenimento.

 

Você sabia que o Curitiba de Graça é um veículo feito por jornalistas e é independente? Para continuarmos fazendo nosso trabalho de difusão da cultura precisamos do seu apoio. Veja como colaborar AQUI.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicações Recentes

Dia da Mulher movimenta mercado de palestras online

Jornalista Adriane Werner fará palestras com o tema “Comunicação é Poder”, mostrando que, ao desenvolver sua oratória, as mulheres...
- Advertisement -

Veja Também

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.
1vbOJm4gRLHIeVVCT3VKjoSf3gUTH4wpm3RqkByOFLr5dpTNpnfG0zRzWqFtH2zDleb85kuSfcU8zHc5lgdOnw==