Publicado em 22 de maio de 2020

 Você sabia que Curitiba saiu na frente em diversas áreas? Transporte, educação e arquitetura são algumas delas

curitiba

O calçadão da Rua XV foi o primeiro do Brasil. Foto: Daniel Castellano/ SMCS

Por Irma Bicalho

Curitiba é uma cidade pioneira em diversos setores e empreendimentos. Não é à toa que a capital paranaense é sempre lembrada quando se trata de desenvolvimento urbano. Reunimos aqui algumas curiosidades e fatos, em que Curitiba saiu na frente, seja no Brasil ou no mundo.

1. Primeiro calçadão do Brasil

Enquanto o Brasil se preparava para receber uma frota crescente de veículos, alargando ruas e criando avenidas de trânsito rápido, Curitiba fechou a rua XV de Novembro, criando o primeiro calçadão exclusivo para pedestres. Foi em 1972, e o povo reclamou bastante, principalmente os comerciantes. Eles achavam que, sem o acesso dos carros, o comércio iria despencar na região. Para evitar problemas, o calçadão foi construído em um único final de semana. É, quando os lojistas chegaram para abrir as portas na segunda-feira, o calçadão já estava lá, instaurado. Mas não ficou assim não. Um grupo de manifestantes organizou uma carreata para invadir o calçadão no sábado seguinte. Só que, quando os carros chegaram, a prefeitura tinha colocado um monte de papel e tinta no chão, e convidado as crianças que passavam para pintar e desenhar na rua. Daí, os carros tiveram que desistir da invasão. E assim nasceu a Rua da Flores, onde durante vários anos, aos sábados, as crianças curitibanas  demonstraram seus talentos artísticos agachadinhas no petit pavé.

A primeira ou uma das primeiras universidades do Brasil? Foto: Rodrigo Silva Vaz

2. Primeira universidade do Brasil

A Universidade Federal do Paraná foi a primeira do Brasil? Há quem diga que não, mas é assim que lçea é sempre citada. Na verdade isso envolve burocracias e uma certa estratégia.  Por isso, quem quiser saber a explicação correta de porque a UFPR é a mais antiga do Brasil, pode ler tudo aqui.

Também foi na UFPR que se formou, em 1945, Enedina Alves Marques, a primeira engenheira negra do Brasil. E quanto a isso, não há quem discorde.

Localizado no Mossungê, o Suite Vollard é o primeiro prédio giratório do mundo. Foto: Radamés Manosso

3. Primeiro edifício giratório do mundo

O primeiro prédio giratório do mundo foi construído em Curitiba. Inaugurado em 2004, o Suite Vollard está localizado no no bairro Mossunguê (Ecoville) e tem 11 apartamentos, um por andar. Cada um pode girar 360º, em qualquer sentido, levando uma hora para completar uma volta. Apesar de tanta inovação, o empreendimento foi um fracasso de vendas e acabou abandonado. O preço do apê “girava em torno” de 3 milhões de reais, em 2012. Um preço justo, para ver o sol nascer e se pôr da mesma janela, não acham?

VEJA TAMBÉM: Cinco escritores paranaenses pra você ler e relaxar nesta quarentena

 

BRT em Curitiba

Curitiba é o berço mundial do BRT. Foto: Lucília Guimarães/ SMCS

4. Em Curitiba nasceu o BRT (Bus Rapid Transit)

O BRT foi criado em Curitiba, pelo arquiteto e urbanista Jaime Lerner, em 1974, então prefeito da cidade. Ele quis implantar um sistema de transportes humanizado e otimizar a mobilidade urbana. E conseguiu, com a construção das vias exclusivas (canaletas) para os ônibus Expressos. E com a comunicação entre os terminais que recebem os Alimentadores, os Expressos e os Interbairros, nosso sistema de transporte inovou ainda mais e virou exemplo mundial. Até hoje é.

 

 rua 24 horas de curitiba

Arcos e relógio diferenciado marcam projeto inovador. Foto: Eduardo PA

5. Primeira Rua 24 horas

Em 1991 foi inaugurado em Curitiba o primeiro empreendimento comercial e turístico que funcionava ininterruptamente, a nossa Rua 24 Horas. Na época com 34 lojas, o projeto do arquiteto Abrão Assad, o mesmo que criou a estufa do Jardim Botânico, tornou-se logo uma das principais atrações da cidade. A galeria, composta por 32 arcos, tem dois relógios, um em cada acesso, onde as horas são marcadas em 24 marcações, ao invés de doze, como nos relógios tradicionais. Depois de uns tempos difíceis, quando até chegou a ser fechada, a Rua 24 Horas foi reinaugurada em 2011. Hoje, a atração que fica na Rua Visconde de Nacar, já não funciona mais 24 horas por dia, mas ainda atrai turistas e curitibanos com o seu charme.

 

 

 

Apoie os pequenos negócios!
Acesse a Rede do Bem e confira os pequenos empresários e comércios que estão trabalhando para deixar sua vida mais confortável!

Leave A Comment