Conselho de Arquitetura do Paraná lança filme sobre carta de Vilanova Artigas ao Hospital São Lucas

Carta escrita pelo arquiteto se tornou um testemunho em defesa da importância do arquiteto e da Arquitetura

Em 1945, o arquiteto curitibano João Batista Vilanova Artigas escreveu uma longa carta ao dono do Hospital São Lucas na qual defendia a necessidade da contratação de um projeto arquitetônico para a obra que seria construída. Ele apontava ao proprietário as vantagens de se ter um estudo prévio e um projeto detalhado, elencando os benefícios econômicos, de funcionalidade e beleza que a casa de saúde teria com isso.
Na carta, o arquiteto também apelava para o valor artístico da obra ao afirmar que “Arquitetura é construção e arte. Arte. Arte não tem livro de regulamento que ensine. Nasce dentro de cada um e desenvolve-se como conjunto de experiências.”

VEJA TAMBÉM: Exposição sobre a história do Theatro São João é inaugurada na Lapa 

O texto acabou se transformando em um testemunho em defesa da importância do arquiteto e da Arquitetura para a edificação de espaços de qualidade em nossas cidades e foi inspiração para o curta-metragem “Carta ao Cliente – João Batista Vilanova Artigas”, produzido pelo Conselho de Arquitetura do Paraná.
O trailer do filme, que tem o ator Ulisses Iarochinski interpretando o arquiteto, já está disponível no canal do YouTube do CAU/PR. A estreia do filme, também no canal, será nesta próxima quarta-feira (23/06), às 20h, data em que Artigas comemoraria 106 anos caso fosse vivo.
Arquiteto e engenheiro formado pela Escola Politécnica de São Paulo, João Batista Vilanova Artigas acabou se transformando num dos mais importantes nomes da arquitetura brasileira. Além de obras grandiosas como o estádio do Morumbi, o prédio da FAU-USP e a rodoviária de Jaú, ele foi o responsável pela elaboração do currículo da própria FAU, considerado um modelo para o ensino da Arquitetura no Brasil.
Em Curitiba, além do Hospital São Lucas, cujo projeto ele acabou desenvolvendo depois da carta, mais duas residências que contam com a assinatura de Artigas permanecem intactas: as casas Niclewicz/Marcos Bertoldi (no Jardim Los Angeles) e Bettega/Giceli Portela (na Rua da Paz). Em Londrina, ele foi responsável pelos projetos da Casa da Criança, do Teatro Ouro Verde e da antiga Rodoviária. Essa última, recentemente tombada como “Patrimônio Cultural do Brasil”, pelo IPHAN. Pelo Estado do Paraná há um conjunto de outras 31 obras do arquiteto.
Vilanova Artigas, junto com sua equipe, também realizou um projeto que ficou em quinto lugar no concurso do Plano Piloto de Brasília, realizado em 1956.
Você sabia que o Curitiba de Graça é um veículo feito por jornalistas e é independente? Para continuarmos fazendo nosso trabalho de difusão da cultura precisamos do seu apoio. Veja como colaborar AQUI.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicações Recentes

Livro sobre mitologia de Hércules tem lançamento gratuito no Wonka Bar

"Os Doze Trabalhos de Hércules" é lançado em livro com poemas inéditos. Depois de passar pelo rádio, teatro e...
- Advertisement -

Veja Também

spot_imgspot_img