CineUrge: Como o conservadorismo e a censura invadiram o cinema

Bate-papo abordará as idas e vindas da censura no cinema a partir de um antigo código de proibições de Hollywood

Camile Triska
Você sabia que já existiram diversas regras de censura para os filmes hollywoodianos? Ou que filmes clássicos, como “Casablanca” e “Festim Diabólico”, entre outros, tiveram que adaptar cenas e roteiro para se enquadrar em uma “lei de moral e bons costumes”?
Entre as décadas de 30 e 60, a Associação de Produtores e Distribuidores de Filmes da América criou o Código Hays, que tinha uma lista de proibições para as produções. Esse controle moral, que acabou deixando rastros até hoje no cinema norte-americano, será o tema de discussão de uma live neste sábado (15/05), às 19h, pelo Instagram @festivalcineurge. O bate-papo virtual é uma ação do do Festival Itinerante CineUrge, que está previsto para acontecer em julho.
Com o tema “Cinema X Moral”, o artista visual e diretor geral Edson Godinho conversará com Flávio Jayme, jornalista cultural e terapeuta com especialização em psicologia e diversidade sexual, que também é colunista aqui, no Curitiba de Graça.
O bate-papo terá como ponto de partida justamente o Código Hays e os resquícios que ainda deixou, passando pelo desenvolvimento de um cinema possível para temáticas diversas até a atualidade, com novos movimentos de regulação no audiovisual do Brasil e do mundo. “O que falaremos é bem do ciclo censura-liberdade-censura e de como hoje conservadorismo tenta derrubar a liberdade, mas ela luta de igual pra igual, diferente de antigamente”, revela Flávio Jayme.

Controle do conservadorismo

O nome Código Hays é em alusão ao advogado e presbiteriano Will Hays, que foi contratado para tentar melhorar a imagem de Hollywood após uma série de escândalos, como a acusação de estupro e assassinato da atriz Virginia Rappe pelo ator Fatty Arbuckle.
“O código Hays foi criado pra ‘controlar’ alguns abusos e censurar os filmes. Ao mesmo tempo que um controle era necessário, já que até estupros aconteciam durante as filmagens, o pessoal conservador viu ali uma maneira de também censurar o que achava inadequado, como cenas de nudez, violência, palavrões ou até mesmo romance interracial. Havia uma série de podes e não podes listados”, revela Flávio Jayme.
Com uma lista de proibições (confira no final da matéria as principais), os filmes passavam pela avaliação e recebiam um selo se estivessem adequados. Caso reprovados, precisavam pagar uma multa e não eram distribuídos pela associação, o que reduzia o alcance comercial.

VEJA TAMBÉM: Bate-papo Virtual CineSesc: O que é Desalma?

Mas, a censura era aplicada somente para os filmes. Por trás das câmeras, a realidade não mudou e ainda ficou protegida pelo próprio Código Hays, deixando vestígios até mesmo depois dele acabar, em 1966. “Acho que uma das principais consequências do Código Hays que ainda podemos ver é a presença e fortalecimento do conservadorismo em atitudes machistas e preconceituosas que não eram questionadas, como as que estão acontecendo com o Globo de Ouro: a atriz Scarlett Johansson disse que as atitudes da organização do prêmio (HFPA) deram aval pro comportamento abusivo de gente poderosa como o Harvey Weinstein (preso por estupro e assédio sexual de atrizes). Esse tipo de comportamento dele só acontecia porque o Código Hays, de certa forma, dava aval pra isso”, observa Flávio Jayme.

LISTA DAS PRINCIPAIS PROIBIÇÕES DO CÓDIGO HAYS

  • Sexo apresentado de maneira imprópria
  • Cenas românticas prolongadas e apaixonadas
  • Ridicularizar funcionários públicos
  • Retratar religiosos de maneira pejorativa ou cômica
  • Filmes com o tema da escravidão branca
  • Destacar o submundo
  • Ofender crenças religiosas
  • Referências a doenças venéreas
  • Tornar os vícios atraentes
  • Tornar o jogo e a bebida atraentes
  • Enfatizar a violência
  • Uso de drogas
  • Nudez
  • Exibir em detalhes métodos de ação criminosa
  • Retratar gestos e posturas vulgares
  • Miscigenação e alusão ao amor entre brancos e negros

 
Você sabia que o Curitiba de Graça é um veículo feito por jornalistas e é independente? Para continuarmos fazendo nosso trabalho de difusão da cultura precisamos do seu apoio. Veja como colaborar AQUI.

Deixe uma resposta

Publicações Recentes

Últimos Dias para Visitar a Exposição Poty Expandido na CAIXA Cultural Curitiba

Com entrada gratuita, confira a homenagem ao artista curitibano Poty Lazzarotto. A exposição vai até 30 de junho. Exposição Poty...

Veja Também

spot_imgspot_img

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.