Cinematerapia: Estrelas além do tempo

Você já pensou em sua posição na sociedade? Ela é privilegiada? É nossa obrigação proporcionar as mesmas chances para todas a pessoas

Flávio Jayme

Imagine três mulheres que, em plena década de 60 nos Estados Unidos, decidissem ser cientistas espaciais. Uma barreira e tanto a ser quebrada, não? Agora imagine que estas três mulheres são negras e a situação piora um pouco.

“Estrelas além do tempo” conta a história real dessas três mulheres: Katharine Johnson (Taraji P. Henson), que fez os cálculos de reentrada da cápsula espacial para levar o astronauta John Glenn; Dorothy Vaughan (Octavia Spencer), uma das únicas supervisoras negras da agência; e Mary Jackson (Janelle Monáe), a primeira engenheira negra da Nasa.

Em uma época onde o machismo imperava (ainda mais) no mundo e a segregação racial era forte no país, essas três americanas resolveram que iriam contra todas as regras e impedimentos do “consenso social” para chegar onde queriam. E, no caminho, inspiraram muitas outras mulheres e homens que achavam que não conseguiriam.

O longa, maravilhoso inclusive, nos faz pensar em privilégios e barreiras: como foi difícil para aquelas mulheres desafiarem todo um mundo que diziam que elas não podiam ou não conseguiam, quantas barreiras elas tiveram que quebrar? E quantas nós tivemos?

Você já pensou em sua posição? Ela é privilegiada? Você é branco, negra, hetero, gay, trans? Qual seu grau de escolaridade? Será que uma pessoa com condições totalmente diferentes que a sua tem as mesmas chances ou os mesmos privilégios? Será que as oportunidades são justas e igualitárias para todos?

Como ouvi em algum lugar estes dias: é nossa obrigação proporcionar as mesmas chances de chegada para pessoas que traçam caminhos diferentes. E “Estrelas além do tempo”00 nos mostra que sim, às vezes, nem que seja à força, podemos traçar um caminho diferente do esperado para nós mesmos e ainda assim alcançar a linha de chegada.

https://www.instagram.com/tv/CR4w1C3jsir/

 



Flávio Jayme é terapeuta e jornalista especializado em Cultura, idealizador do site Pausa Dramática e do perfil @terapeuta.flaviojayme

 

 


Você sabia que o Curitiba de Graça é um veículo feito por jornalistas e é independente? Para continuarmos fazendo nosso trabalho de difusão da cultura precisamos do seu apoio. Veja como colaborar AQUI.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicações Recentes

Livro sobre mitologia de Hércules tem lançamento gratuito no Wonka Bar

"Os Doze Trabalhos de Hércules" é lançado em livro com poemas inéditos. Depois de passar pelo rádio, teatro e...
- Advertisement -

Veja Também

spot_imgspot_img