Vivências negras no Brasil e no mundo são destacadas no Griot – Festival de Cinema Negro Contemporâneo

Festival acontece de forma gratuita e totalmente on-line entre os dias 11 e 20 de dezembro

Por Camile Triska
Nesta sexta-feira (11/12), começa o III Festival Griot, pela primeira vez on-line, voltado a filmes que tenham sido escritos, dirigidos e protagonizados por pessoas negras. Neste ano, o tema principal será a construção de um imaginário sobre subjetividades e vivências negras no Brasil e no mundo. Todas as exibições, que são gratuitas, acontecerão pela plataforma de streaming TODESPLAY.
“Filmes que perpetuam estereótipos e visões racistas estão descartados. Selecionamos filmes que trazem novas formas de olhar para as pessoas pretas, filmes inventivos e potentes”, revela Bea Gerolin, diretora artística do Festival Griot.
Com exibições totalmente gratuitas, serão apresentados três longas-metragens e 41 curtas, entre produções nacionais internacionais, divididas nas Mostras “Competitiva Nacional”, “África do Sul”, “Entre-Mares”, trazendo filmes de pessoas negras de diáspora e “Mostrinha Griot”, com filmes para crianças de todas as idades.

VEJA TAMBÉM: Cineasta curitibana retrata diferentes realidades da luta das mulheres por mais igualdade

Outra mostra do festival é a “Panorama”, que apresenta a produção de um artista negro ou negra contemporâneo com novas percepções e imagens sobre ser uma pessoa negra. Neste ano, a cineasta destacada será Aline Motta, artista residente de São Paulo. A partir de imagens, videoarte, instalação e outras formas de arte, a artista agrega por meio de diferentes elementos a simbologia colonial, baseada em suas relações familiares e investigações.
A live de abertura, a partir das 19h, terá a exibição do longa-metragem “Um Dia com Jerusa” da roteirista e diretora, Viviane Ferreira. O filme é uma adaptação do curta “O Dia de Jerusa” (2014), que aborda o afeto, suas nuances e heranças da ancestralidade.
“É uma obra que humaniza a figura Griot (lê-se Griô), indivíduo que na África Ocidental tem a vocação de transmitir e preservar as histórias, conhecimentos, mitos e canções do seu povo. Jerusa Anunciação, interpretada por Lea Garcia simboliza o arco dramático da ancestralidade contida no Griot – III Festival de Cinema Negro Contemporâneo”, explica a diretora artística.

História de Chico Rei e os ecos da escravidão na atualidade são temas do filme de encerramento do Griot. Foto: Reprodução/Trailer

O encerramento e premiação do festival, no dia 21 de dezembro, também às 19h, ainda terá a exibição de “Chico Rei entre nós”, de Joyce Prado. Com um diálogo entre o presente e o passado, a diretora aborda a história do rei congolês Chico Rei, que escravizado libertou a si mesmo e aos seus súditos durante o Ciclo de Ouro em Minas Gerais, e vai até os ecos da escravidão brasileira na vida dos negros de hoje.

Diferentes formas de vivências

Entre os filmes apresentados está “Mthunzi”, que foi o primeiro curta-metragem do britânico radicado na África do Sul, Tebogo Malebogo. Na história, o personagem Mthunzi é preso em um mundo que ele não pertence depois de ajudar uma mulher a carregar uma senhora que está tendo convulsões.
O curta, que estreou no Locarno Film Festival e no New York Film Festival em 2019, já recebeu o Prêmio Especial do Júri no AFI Fest e o Bronze Tanit no Festival de Cinema de Carthage.

O premiado curta-metragem “Mthunzi” é um dos filmes da programação. Foto: Divulgação

Na Mostra Competitiva, um dos destaques é filme “À beira do planeta mainha soprou a gente”, de Bruna Barros e Bruna Castro. O documentário, a partir de imagens de arquivos pessoas das diretoras, aborda a relação de duas mulheres lésbicas com suas mães.
Outro tipo de vivência também é destacado no curta “Morde & Assopra”, de Stanley Albino. Nesse filme, o diretor passa por uma inversão de perspectivas ao ir passar uns dias como artista na mansão onde seu avô trabalhou por um período.
A programação completa está disponível no site festivalgriot.com.br

Visibilidade do cinema negro

Esta é a terceira edição do Festival Griot, que nasceu em 2018 como uma Mostra, após pesquisas de iniciação científica de Bea Gerolin e de Kariny Martins, coordenadora de curadoria do festival, que decidiram criar um espaço para apresentar filmes que estavam conhecendo.
“Nesta edição, transformamos a mostra em festival, parte do desejo de ser mais um espaço de validação da cinematografia criada por pessoas pretas no país”, aponta Bea.
O Griot – III Festival de Cinema Negro Contemporâneo tem o apoio da TODESPLAY, Olhar Distribuição, O2 Pós, Mubi, Projeto Paradiso, AVEC-PR, ABRACCINE e incentivo da Celepar e Ebanx. O projeto é realizado com apoio do programa de apoio e incentivo à cultura – Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba.
Você encontra mais informações no FacebookInstagram e Twitter.
 
Você sabia que o Curitiba de Graça é um veículo feito por jornalistas e é independente? Para continuarmos fazendo nosso trabalho de difusão da cultura precisamos do seu apoio. Veja como colaborar AQUI.

Deixe uma resposta

Publicações Recentes

41ª Oficina de Música de Curitiba tem opções de shows e concertos com entrada grátis

Em 11 dias de programação, a 41ª Oficina de Música de Curitiba oferece muitas opções de shows e concertos...

Veja Também

spot_imgspot_img

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.