Série de terror no Globoplay, remake de clássico na Netflix e outras dicas culturais do Pausa Dramática

Lançamento de série de terror brasileira, remake de clássico do Hitchcock, séries, lançamento de músicas, live com ilustradoras e outras sugestões culturais para curtir em casa

Por Flávio Jayme

DICA DE FILMES E SÉRIES

Estreou esta semana na Netflix a nova versão do livro que rendeu um dos maiores clássicos do cinema: “Rebecca – A Mulher Inesquecível”

Adaptado do livro de Daphne du Maurier, o filme conta a história de uma jovem “assombrada” pelo fantasma da ex-mulher de seu novo marido. A atração da Netlix chega envolta em polêmica por se tratar da adaptação de um grande clássico do cinema: a primeira versão do livro, dirigida por Alfred Hitchcock e que estreou em 1940 foi o único longa do diretor a ganhar um Oscar de melhor filme e é considerado até hoje um dos melhores filmes de todos os tempos.

rebecca
Foto: Reprodução

No entanto, é absurdo reclamar do remake de um filme que tem 80 anos. Até porque se trata de uma nova adaptação do mesmo livro, como é bastante comum no cinema.
A nova versão é estrelada por Armie Hammer (Me Chame Pelo Seu Nome), Lily James (Mamma Mia! La Vamos Nós de Novo) e Kristin Scott Thomas (Quatro Casamentos e Um Funeral).

Pra se ter uma ideia de como é absurdo reclamar do remake, pense que o filme de 1940 (além de ter 80 anos) não está disponível em nenhum serviço de streaming ou VOD.
Lá no site eu separei uma lista com 5 motivos pelos quais é ridículo reclamar do filme. LEIA AQUI.

Assista ao trailer

Também na Netflix, estreou esta semana a minissérie “Alguém Tem Que Morrer”. Uma mistura de suspense e drama familiar, a série em três episódios conta a história de uma família na Espanha dos anos 50 envolta em preconceitos e brigas políticas.

Quando Gabino, o filho do austero Gregorio e da protetora Mina, chega de uma temporada de 10 anos no México com um rapaz que parece ser seu namorado, a homofobia, a xenofobia e o machismo tomam conta da família.

alguém tem que morrer
Foto: Reprodução

Capitaneados pela matriarca vivida por Carmen Maura (que paira como uma assombração sobre as cabeças de todos) e limitados por uma ditadura opressora, todos vão se ver envolvidos em mentiras, segredos e traições.

“Alguém Tem Que Morrer” foi criada por Manolo Caro, o mesmo que nos presenteou com a incrível “La Casa de Las Flores”, também na Netflix. No entanto, as duas séries não poderiam ser mais diferentes. LEIA A CRÍTICA do Pausa Dramática AQUI.

Veja o trailer

A segunda temporada de “O Alienista” também chegou à Netflix esta semana. Estrelada por Dakota Fanning, Luke Evans e Daniel Brül, a série acompanha os três personagens como uma espécie de time de investigadores que busca a identidade de um assassino em série que aterroriza a Nova York do final dos anos de 1800.

o alienista
Foto: Reprodução

A produção mistura fatos e personagens verídicos à história ficcional para trazer uma trama psicológica e tensa.

Assista ao trailer

Seguindo a vibe “suspense sobrenatural” que parece ter tomado conta das séries atualmente, a Globoplay acaba de estrear “Desalma”. Estrelada por Cássia Kis, a série conta a história de um povoado que durante séculos é atormentado por rituais de bruxaria que buscam trazer almas de pessoas que não estão mais por aqui.

desalma
Foto: Divulgação

Cássia Kis interpreta a feiticeira Haia, que sofre com a morte repentina da filha no final dos anos 80, primeira fase da série. As consequências dessa perda persistem por quase 30 anos, na outra fase em 2018.

Veja o trailer

 

Um grande clássico do cinema brasileiro chegou esta semana na Amazon Prime: “Orfeu Negro”. O longa transporta o mito grego de Orfeu e Eurídice para o carnaval carioca. Lançado em 1959, o filme é elogiado até hoje como uma das grandes produções do cinema nacional e, inclusive, ganhou uma nova versão, estrelada pelo cantor Toni Garrido, em 1999.

Assista ao trailer

 

DICA DE MÚSICA E LIVES

A ex-vocalista do grupo Ludov, Vanessa Krongold, lançou single e clipe novo esta semana.
“À Queima-Roupa”, primeiro single de um futuro álbum, traz muito da personalidade da cantora e compositora em seus versos.

Foto: Divulgação

Singular, o primeiro disco solo de Vanessa lançado sete anos após o último EP do Ludov, vai contar com canções que refletem o momento atual e participações especiais de outros artistas, como Fernanda Kostchak, do Vanguart, que participa já do primeiro single.
O clipe de “À Queima-Roupa” foi gravado durante a pandemia e também carrega o espírito da música, de acalmar nossa loucura atual com boa música.

Se você não conhece Dennix, você está perdendo uma das melhores coisas que aconteceram na música em 2020! Criador de músicas que mesclam o synthpop e eletrônicos dançantes, Dennix já havia lançado este ano alguns singles pra atrair a atenção dos mais ávidos por boa música, como “So Deep” e “Just Love Me”.

Foto: Divulgação

Agora o músico brasileiro lança as espetaculares “Close to You” e “Rise And Shine”, que vêm prontas para entrar em qualquer lista das melhores do ano.
Assista ao clipe de “Rise And Shine” e busque por Dennix no seu provedor de áudio. Você não vai se arrepender.

Lives e podcasts do Pausa Dramática

Na próxima semana o JACCU – Jornalistas Autônomos Culturais de Curitiba traz as ilustradoras e quadrinhistas Pryscila Vieira (criadora da Amely – a Boneca Inflável) e Simone Hembecker (da Nabucomics) para um papo sobre as mulheres nos quadrinhos.

Foto: Divulgação

A live do JACCU vai ao ar na terça-feira, a partir das 19h30, no canal do Pausa Dramática no Youtube. E no dia seguinte os episódios estão disponíveis em versões podcast no Spotify e demais agregadores de áudio.

O JACCU agora também tem uma newsletter pra você assinar e receber no seu e-mail as novidades culturais de Curitiba. O informativo ainda terá parcerias com diversos estabelecimentos da cidade oferecendo descontos e muito mais. Para se cadastrar, é só clicar AQUI.

E na quinta-feira tem mais um episódio do Nem te conto! O podcast do Pausa Dramática cheio de histórias pra contar. Com a participação de Barbara Hady, Renato Teixeira, Mônica Kfouri e Wemerson Damasio, eu comando um time LGBT em um bate-papo onde compartilhamos nossas histórias sobre diversos temas. A cada episódio um assunto diferente é abordado em um podcast gravado remotamente.

No episódio desta semana, a segunda parte do papo sobre as dores e delícias de ser LGBT. O Nem te Conto! também estará disponível em todos os agregadores de áudio todas as quintas, a partir das 15h.


A coluna Pausa Dramática é uma iniciativa do jornalista Flávio Jayme (do site Pausa Dramática) em forma de grupo no Whatsapp, onde jornalistas oferecem diariamente dicas de conteúdo cultural para quem está em casa na quarentena. 
Para participar do grupo é só clicar no link: bit.ly/CTBACULTURA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicações Recentes

Espetáculo teatral baseado em provocante texto chileno tem apresentação on-line gratuita

Projeto de companhia curitibana exibe "Dezembro", com texto do chileno Guillermo Calderón, e oferece oficinas gratuitas No dia 4 de...

Natal Solidário do LIDE Paraná arrecada alimentos para comunidades carentes

As doações de cestas básicas podem ser feitas até o dia 5 de dezembro Em 2020, o Natal Solidário do LIDE Paraná ganha nova roupagem, a...

Publicação inédita retrata a presença negra na Curitiba dos séculos 19 e 20

Desdobramentos sociais desde antes da Abolição da Escravatura são abordados na publicação Uma edição especial da série Boletim Casa Romário Martins marca o encerramento das...

Estreias na Amazon e Netflix, dicas do Disney+ e outras novidades dos mundos do cinema e música

Estreias na Netflix e na Amazon, dicas de filmes temáticos, sugestões da Disney+, indicados ao Grammy e outras novidades culturais desta semana Por Flávio Jayme DICA...

Cena Hum apresenta edição virtual da Mostra Multiartes

Essa é a maior mostra acadêmica de artes cênicas do Paraná No próximo sábado (28/11), inicia a 50ª. edição da Mostra Multiartes Cena Hum, maior...

Veja Também

close-link