Museu Oscar Niemeyer reabre ao público com exposição inédita

Reabertura do Museu Oscar Niemeyer seguirá orientações da secretária de saúde, que inclui limitação de público

Após sete meses fechado, o Museu Oscar Niemeyer (MON) reabre ao público nesta sexta-feira (16/10), seguindo protocolos de segurança exigidos pela Secretaria Estado da Saúde (veja abaixo). Os visitantes poderão conferir uma exposição inédita, “Espécies Raras”, do artista britânico Tony Cragg, um dos mais destacados escultores britânicos contemporâneos. São aproximadamente cem obras, entre desenhos e esculturas, a maioria em grandes dimensões, que fazem parte da coleção do próprio artista.

Os materiais utilizados vão do vidro ao bronze, passando pela madeira e pela fibra de vidro, entre outros. Três obras estão instaladas na área externa do Museu: duas junto ao Espelho d’Água, sob o edifício do Olho, e uma no vão-livre.

A exposição é dedicada à produção realizada a partir dos anos 2000, mas mostra também peças emblemáticas feitas nas décadas de 1980 e 1990. São esculturas e desenhos que permitem ao público uma imersão no processo criativo de Tony Cragg.

Entre os destaques da mostra estão duas obras apresentadas pela primeira vez no Brasil: “Sinbad” (2000) e “Minster” (1988), feita de anéis e engrenagens de aço. Outros pontos altos da exposição são: “Eroded Landscape” (1999), uma escultura construída por várias camadas de objetos de vidro como: copos, vasos, lustres, garrafas; “Secretions” (1995), feita a partir de dados colados.

Essas obras revelam um processo construtivo a partir da justaposição de objetos preexistentes. Outras séries de esculturas utilizam materiais diversos como madeira, bronze, fibra de vidro, alumínio, de tal modo que o próprio material da escultura conduz às suas soluções formais e estéticas.

“A espetacular exposição de Tony Cragg estava prevista para ser inaugurada em março, exatamente quando o museu teve que ser fechado devido à pandemia. O público tem agora a oportunidade única e imperdível de ver de perto a obra de um dos mais reconhecidos artistas da atualidade”, diz a diretora-presidente da instituição, Juliana Vosnika.

VEJA TAMBÉM: Expotrade ganha arena para shows com distanciamento social entre o público

Além dessa nova exposição, o público também poderá conferir as mostras “Ásia: a Terra, os Homens, os Deuses – Segunda Edição”; “O Mundo Mágico dos Ningyos”; “Luz ≅ Matéria”; “África, Mãe de Todos Nós”; “Museu em Construção”; “Espaço Niemeyer”; “Cones” e obras do Pátio das Esculturas.

As oficinas artísticas e as visitas mediadas ainda continuarão sendo realizadas apenas de forma virtual pelo hotsite museuoscarniemeyer.org.br/mon/monemcasa, no Facebook e Instagram.

O Centro de Documentação continuará temporariamente fechado para visitas e consultas presenciais, mas solicitações de pesquisa podem ser encaminhadas pelo e-mail [email protected].

O horário de funcionamento do Museu Oscar Niemeyer é das 10h às 18h, de terça a domingo. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada). O endereço é Rua Marechal Hermes, 999 – Centro Cívico.

Protocolos de segurança

Para a reabertura, o Museu Oscar Niemeyer seguirá as orientações de segurança determinadas pela Secretaria de Estado da Saúde, como limite de pessoas para visitação nas salas expositivas e em todo o museu para garantir o distanciamento seguro. O material impresso que era distribuído, como guias e folders, foi substituído por versões digitais, disponíveis por QR Codes.

Confira essas e outras ações do protocolo de segurança na reabertura do MON:

– Será permitida a entrada de até 200 pessoas por hora
– É recomendada a visitação em horários com menor fluxo de público: pela manhã ou após as 16h
– Outra recomendação é a compra do ingresso pelo site www.museuoscarniemeyer.com.br
– Caso o visitante opte pela ingresso na bilheteria, haverá uma sinalização especial para evitar aglomerações, além de orientações da equipe do museu
– É obrigatório o uso de máscaras – inclusive, também terá o acessório à venda na MON Loja
– Em caso de filas, é necessário respeitar as marcações de solo que indicam a distância de dois metros
– Na entrada do Museu (detector de metais), será feita a aferição de temperatura corporal e a higienização individual de bandejas porta-objetos e outros itens. Tapetes desinfetantes também foram instalados no local para garantir a higienização dos calçados.
– Já na entrada e em diversos locais do museu serão disponibilizados dispensadores com álcool em gel 70%
– O guarda-volumes estará aberto e será devidamente higienizado (inclusive as chaves) Haverá embalagens plásticas individuais para colocar os pertences antes de guardá-los nos armários. Mas, o recomendado é levar sempre o mínimo possível de objetos ao museu, pois líquidos, alimentos, mochilas e bolsas grandes devem sempre ser guardados.
– Como medida preventiva, os empréstimos de cadeiras de rodas e de carrinhos de bebê estão temporariamente suspensos para que não sejam compartilhados
– Pessoas com mobilidade reduzida terão prioridade no uso dos elevadores e eles estarão liberados para uso individual ou por pessoas de um mesmo grupo de convivência (famílias, por exemplo)
– A visitação das salas expositivas, bem como de todo o museu, terá um limite de pessoas, pois, apesar de serem amplas, é necessário assegurar o distanciamento entre os visitantes
– Serão sugeridas algumas rotas dentro do museu (sinalizadas nos pisos), bem como uma indicação dos sentidos para subida e descida nas rampas, para deixar o fluxo mais organizado e seguro
– Os visitantes devem evitar tocar nos corrimãos, portas e outros objetos, como expositores de vidro
– Tanto nas salas expositivas quanto no Pátio das Esculturas, é solicitado não tocar nas obras
– O material informativo, como guia da programação e folders das exposições, foi substituído do papel para versões digitais, disponíveis por QR Codes, que estarão disponíveis na entrada do museu e também nas salas expositivas
– O Centro de Documentação está temporariamente fechado para visitas e consultas presenciais, mas solicitações de pesquisa podem ser encaminhadas pelo e-mail [email protected]
– As oficinas artísticas e as visitas mediadas continuam acontecendo somente de forma virtual nas redes sociais e site do museu
– Pessoas cegas ou com baixa-visão que desejem visitar o espaço tátil do programa “MON Para Todos” devem agendar a sua visita pelo e-mail [email protected]. Por segurança, o acesso a esse espaço não estará disponível para os demais visitantes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicações Recentes

Curitiba de Graça lança campanha de financiamento coletivo

Colabore com o Curitiba de Graça e seja um benfeitor do jornalismo cultural Ao menos, nos últimos dois anos, você...

Pedreira Paulo Leminski tem estreia do filme “Como cães e gatos 3: Peludos Unidos!”

O terceiro filme da franquia terá várias sessões neste fim de semana, no Planeta Drive-In Curitiba Nesta semana, o Planeta Drive-In Curitiba, na Pedreira Paulo...

Brasis no Paiol em Casa anuncia edição de outubro com dez shows

Em outubro, apresentações do Brasis no Paiol serão de artistas do Paraná e São Paulo Enquanto a vacina do coronavírus não chega, o Brasis no...

Seis editoras brasileiras se unem para incentivar a diversidade e tolerância religiosa

Projeto "Andar com Fé eu Vou" disponibiliza oito audiolivros gratuitos para promover a tolerância religiosa Para ajudar a promover a diversidade e tolerância religiosa, seis...

Associação Socorro aos Necessitados faz live para iniciar comemorações de seu centenário

Aniversário de 100 anos da Socorro aos Necessitados terá vários eventos ao longo do próximo ano Em 2021, a Socorro aos Necessitados completará 100 anos,...

Veja Também

close-link