Live do Trilhas Literárias aborda os temas ilustração e narrativa na literatura infantojuvenil

Desta vez, o bate-papo literário traz ilustradoras paranaenses e paulista para a discussão

Abrindo o mês de outubro, o projeto Trilhas Literárias traz três ilustradoras para falar sobre o tema “Ilustração e narrativa na literatura infantojuvenil”. O bate-papo será realizado na próxima quarta (07/10), às 20h, com as paranaenses Márcia Széliga e Rosangela Grafetti e a paulista, que já se sente filha do Paraná, Veronica Fukuda.

A transmissão será pelo Facebook e YouTube do projeto com mediação da produtora cultural e mestra em Estudos Literários, pela Universidade Federal do Paraná – UFPR, Tatjane Garcia.

A ilustradora Márcia Széliga desde 1981 realiza exposições individuais e coletivas de suas obras no Brasil e exterior. Em 1989, participou como voluntária em um projeto indígena, através da OPAN – Operação Amazônia Nativa, convivendo na tribo dos índios Kanamari, no Amazonas. No mesmo ano, recebeu bolsa de estudos do governo polonês para especialização em Desenho Animado na Academia de Belas Artes de Cracóvia. No retorno ao Brasil, veio um convite da Universidade Federal do Paraná para ministrar cursos de extensão em ilustração. Com isso, iniciou sua carreira como ilustradora de Literatura Infantil.

Ela já ilustrações em mais de 100 livros de diversos autores nacionais, além de ser autora de seis títulos. Atualmente também é ilustradora das monografias de estudos de crianças e jovens, membros da OGG – Ordem Guias do Graal, da Antiga e Mística Ordem Rosacruz e já foi coordenadora da AEILIJ – Associação de Escritores e Ilustradores da Literatura Infantil e Juvenil, da qual é também associada, sócia-fundadora da Casa da Cultura Polônia Brasil e faz parte do Coletivo Era Uma Vez, grupo de autores paranaenses da editora da Lápis Criações & Edições.

VEJA TAMBÉM: Opa: uma história delicada sobre o amor e o Alzheimer

Já Rosangela Grafetti, artista visual, ilustradora e orientadora de artes, atua como orientadora de técnicas de pintura, desenho e processos em arte contemporânea. É fascinada pela Mata Atlântica, onde realiza pesquisas para seu trabalho em Artes, que se transformaram em algumas exposições individuais, além de ainda desenvolver pinturas murais e trabalhar como ilustradora de diversas obras.

A paulista Veronica Fukuda, que atualmente reside em Curitiba, é artista plástica e domina várias linguagens artísticas, como ilustração, pintura e escultura. Sua paixão pelos animais e a natureza pode ser vista de modo constante em seu trabalho. Já participou como professora do ensino formal e também como orientadora de oficinas de arte em algumas cidades do Paraná, por meio de programas de governos estadual e municipal de incentivo à cultura.

No ano passado, Verônica participou da Bienal do Rio de Janeiro a convite da autora Marilza Conceição, por ter ilustrado seu último livro, o “Amarelo”. Em seu atelier-Escola de Arte Curitiba, vive em constante pesquisa para o desenvolvimento de seus projetos e de seus alunos, onde acontecem oficinas diversas destinadas a todas as idades. Além de um lugar de encontro, também é o celeiro de ideias no desenvolvimento de sua linha de produtos para o Turismo de Curitiba.

O Trilhas Literárias é um projeto criado em Pinhais, região da Grande Curitiba, que busca incentivar a leitura por meio da difusão de informações literárias, contação de histórias, mediação de leituras, vídeos de escritores regionais e, agora, terá encontros ao vivo com escritores reconhecidos nacional e internacionalmente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicações Recentes

Gente Leite Quente: Karol Conká, a rapper que vai além do BBB21

Conheça mais sobre a trajetória dessa artista que saiu do bairro Boqueirão para o sucesso mundial Camile Triska Na próxima segunda...
- Advertisement -

Veja Também

close-link
1vbOJm4gRLHIeVVCT3VKjoSf3gUTH4wpm3RqkByOFLr5dpTNpnfG0zRzWqFtH2zDleb85kuSfcU8zHc5lgdOnw==