Desenvolvimento Sustentável se transforma em coreografias de dançarinos do Teatro Guaíra

Público poderá acompanhar bailarinos e alunos dançando temas como igualdade de gênero, ação contra a mudança climática e paz

Neste sábado (05/06), é lembrado o Dia Mundial do Meio Ambiente e até o Teatro Guaíra “entrou na dança” das celebrações. Os dançarinos do centro cultural lançarão projetos especiais sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). A primeira iniciativa é uma série de vídeos do Balé Teatro Guaíra, em que cada bailarino dança um ODS. Já os alunos da Escola de Dança escolheram os ODS como temática de discussão durante o ano letivo e apresentam um vídeo que encerra o primeiro semestre de 2021.

Nos dois projetos, o público poderá acompanhar bailarinos e alunos dançando temas como igualdade de gênero, ação contra a mudança climática e paz. Os vídeos do BTG serão lançados semanalmente, todas as quartas-feiras, nas redes sociais do Teatro Guaíra (confira a programação no final da matéria).
Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) são uma agenda mundial adotada pelas Nações Unidas com 17 objetivos e 169 metas a serem atingidos até 2030. A ação ganha relevância em função da Década da Ação, criada para que efetivar a Agenda e garantir direitos fundamentais a todos, mudando a história da humanidade.

VEJA TAMBÉM: Cantora italiana Carla Cocco encerra Festival Mia Cara 2021

A união de forças pode fazer com que a geração atual possa de fato erradicar a pobreza em todas as suas formas e dimensões. Para que isso aconteça, é preciso uma parceria colaborativa e a arte ajuda a inspirar pessoas e disseminar a agenda.
A diretora-presidente do Teatro Guaíra, Monica Rischbieter, conta que a ideia é unir a dança e os ODS para pensar o mundo pós-pandemia. “É um momento de grande crise, em que nosso modelo de sociedade se mostrou insustentável. A partir disso, achamos importante pensar um outro mundo, um novo modelo de desenvolvimento”, disse.
Para Filipe Farhat, articulador de parcerias para a Agenda 2030 do Cedes, o projeto do Guaíra representa o quanto a Agenda 2030 pode contar com o envolvimento de toda a sociedade. “As diferentes formas de cultura seguramente podem servir para sensibilizar pessoas e motivá-las à ação. O Teatro Guaíra trouxe sua contribuição, ao aportar sensibilidade, valor e calor humano aos principais objetivos globais”, afirmou.

A dança dos ODS

“É um tema complexo, como salvar o mundo?”, observa Paula Sousa, bailarina que dançou o tema água potável e saneamento. “Todo mundo já vive os temas dos ODS, os problemas são claros para todos: pobreza, poluição, acesso à água. O desafio foi traduzir a ODS em uma coreografia”, disse.
O bailarino Leandro Vieira diz que tentou traduzir o discurso político e científico para um público mais amplo, por isso a dança foi grande aliada. “É importante ver como tudo está interligado, arte, ciência. É isso que nos faz crescer como ser humano”, afirmou.
O ODS dançado por Leandro foi a vida terrestre. Ele explica que ao pensar a poluição percebeu que o grande problema é o ser humano, por isso usou um saco de lixo como elemento base em sua coreografia. “No fim, nós somos o lixo do planeta, são os homens que estão acabando com a Terra”, completou.
Já Murilo Machado trabalhou o tema fome zero e agricultura sustentável. “Viver a pandemia, o isolamento, estar longe dos palcos, foi muito difícil pessoalmente. O que eu posso fazer para que a gente não viva uma nova pandemia? Essa foi minha linha de ação para pensar os ODS”, explicou.
Ele começou a gravação de seu vídeo em um canavial seco para discutir os impactos da monocultura e, ao mesmo tempo, propor uma metáfora sobre a falta de diversidade. Em seguida, acrescentou grãos à coreografia, para lembrar a importância do alimento na história da humanidade. “Foi uma tentativa de mostrar que tanto a natureza como o ser humano precisam de diversidade para florescer”, disse. Ao fim do vídeo, a mesa vazia simboliza a escassez de alimentos que aflige ainda muitas pessoas.
Clarissa Cappellari, que dançou o tema igualdade de gênero, disse que esse é um problema que todas as mulheres vivenciam ao sofrer assédio na rua ou temer pela própria segurança. Ela construiu sua coreografia a partir de elementos como a respiração ofegante e uma corrida atrás de grades. “Simbolizam o peso e o cerceamento que as mulheres experimentam cotidianamente”, afirmou.

Formação cidadã

Para a EDTG, o trabalho com os ODS surgiu de forma quase natural, porque muitos desses temas já eram discutidos com alunos nas atividades cotidianas. Quando a escola foi criada, há 65 anos, o principal foco era a formação de profissionais para o Balé Teatro Guaíra, mas com os passar das décadas os professores perceberam que o maior ativo da escola era a formação cidadã, já que muitos meninas e meninas chegam a passar mais de 10 anos na instituição. Mais do que bailarinos, hoje a escola acredita que é essencial formar cidadãos, que levarão os ensinamentos aprendidos na escola para as diferentes áreas profissionais no futuro.
“Entendemos que por meio da arte podemos mostrar aos nossos jovens a necessidade de ações essenciais no presente para que tenhamos um futuro de paz, justiça e igualdade. E você com quais objetivos de desenvolvimento sustentável está se comprometendo? Junte-se a nós. Precisamos caminhar em uma mesma sintonia”, considera Patrícia Otto, diretora da EDTG.
Balé Teatro Guaíra dança dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável
ESTREIA
Data 5 de junho
Horário: 17h
Transmissão no Facebook, Instagram e YouTube do Teatro Guaíra
DEMAIS VÍDEOS
Data: todas as quartas
Horário: 17h
Transmissão no Facebook, Instagram e YouTube do Teatro Guaíra
Escola de Dança Teatro Guaíra e os ODS
Data: 5 de junho
Horário: 20h
Transmissão no Facebook, Instagram e YouTube do Teatro Guaíra
 
Você sabia que o Curitiba de Graça é um veículo feito por jornalistas e é independente? Para continuarmos fazendo nosso trabalho de difusão da cultura precisamos do seu apoio. Veja como colaborar AQUI.

Deixe uma resposta

Publicações Recentes

Últimos Dias para Visitar a Exposição Poty Expandido na CAIXA Cultural Curitiba

Com entrada gratuita, confira a homenagem ao artista curitibano Poty Lazzarotto. A exposição vai até 30 de junho. Exposição Poty...

Veja Também

spot_imgspot_img

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.