Publicado em 10 de julho de 2020

A poesia do cinza na visão do fotógrafo João Debs

Nesta nova edição do “Curitiba na Lente”, apresentamos o ensaio intitulado “Curitiba Sem Graça”, no qual o fotojornalista João Debs reproduz uma cidade sem colorido, mesmo farta de luz e de cores. Mostra que o cotidiano cinza de uma metrópole vai além dos termômetros e do céu.  Como ele mesmo descreve, “observa a olhos atentos as cenas da cidade e das relações humanas”.

“Espanto-me comigo e com o outro ao captar uma cena, cena cotidiana, peculiar por vezes, e que quando chega aos olhos do outro, torna-se um convite, a quem assim desejar ver”, diz, fazendo um convite para que o expectador vá além da vitrine.

Debs já participou da revista Sexta Básica, como editor e fotógrafo, em 1998, documentou as pinturas de Miguel Bakun, “Natureza do Destino”, em 2009, também atuou como fotógrafo independente, em festivais de cinema e vídeo. Produz suporte fotográfico, edição de imagens, iluminação e ensaios autorais desde 1998.

Como a poesia e a prosa são práticas em sua fotografia, já participou de ensaios fotográficos para diversos livros, entre os quais: “Transversos”, de Marcos Pamplona, “Antologias Poéticas”, de Marcelo Sandmman, “Que fim levaram todas as flores”, de Otto Winck, todos pela Kotter Editorial. Também faz inserções para capa de orelha para livros.

Entre os prêmios que recebeu estão BANG BANG – Video stopmotion, como diretor de Fotografia; Salão Jovem Artista Mato Grosso – 2000 e Salão de Fotografia de Mato Grosso, Revelação, 1999.

João Debs

João Debs

João Debs

João Debs

João Debs

João Debs

João Debs

João Debs

João Debs

João Debs

*As fotos são protegidas por direitos autorais. É proibida sua reprodução sem autorização do fotógrafo

Leave A Comment