Publicado em 18 de setembro de 2020

Atividades formativas e shows de artistas e grupos latino-americanos fazem parte da programação do Festival Mucho!

Fotos: Divulgação

O Festival Mucho! chega em sua terceira edição reunindo grandes nomes da música latina contemporânea. Por causa da pandemia, neste ano o evento, um encontro que celebra, divulga e busca consolidar a atual produção artística da América Latina, será on-line e gratuito, nos dias 18 e 19 de setembro, sempre a partir das 16h, pelo canal do Youtube do festival e pela plataforma “Cultura en Casa”, do Ministério de Cultura da Cidade de Buenos Aires.

Estão confirmadas as presenças de Francisco, El Hombre (Brasil e México), Señor Flavio (dos Fabulosos Cadillacs, Argentina), Ellen Oléria (Brasil), Daymé Arocena (Cuba), Santa Mala (Bolívia), Villagrán Bolaños (Paraguai) e Pascuala Ilabaca y Fauna (Chile).

No primeiro (18/09) acontecem atividades formativas com grandes nomes da cultura latino-americana, tanto nacionais como internacionais, em formatos de conferências e oficinas. O segundo dia (19/08) é reservado para os shows. A apresentação do evento será do jornalista Miguel Arcanjo e do ator argentino Juan Manuel Tellategui.

A edição deste ano tem como tema “São Paulo convida a América Latina” e será realizada diretamente do topo do Edifício Martinelli, situado no Centro Histórico de São Paulo. No espaço, tocarão as bandas residentes na capital paulista Francisco, El Hombre (Brasil e México), Ellen Oléria (Brasil) e Santa Mala (Bolívia). Intercalando com eles, o festival contará com as performances remotas de Señor Flavio (dos Fabulosos Cadillacs, Argentina), Daymé Arocena (Cuba), Villagrán Bolaños (Paraguai) e Pascuala Ilabaca y Fauna (Chile).

VEJA TAMBÉM: Alberto Nepomuceno é destaque de exposição virtual em formato de e-book

O festival realizará uma parceria social com a organização TECHO (Teto, em português) que atua em 19 países da América Latina e busca superar a pobreza em que vivem milhões de pessoas nas comunidades carentes. Durante os dois dias, será disponibilizado um QRCODE, onde o público poderá realizar doações.

O Festival Mucho! é produzido pela Difusa Fronteira e da Mundo Girastem com o apoio da Cidade de São Paulo – Turismo, Ibermúsicas no Ano Iberoamericano da Música, Ministério de Cultura da Cidade de Buenos Aires, Associação Latino-americana de Managers e Agentes Musicais MMF LATAM, Edifício Martinelli e a organização TECHO.

Mais informações no site www.festivalmucho.com, no Facebook, no Instagram e no Twitter do festival.

Saiba mais sobre os artistas da 3ª edição do Festival Mucho!

Francisco, El Hombre (Brasil/México)

Francisco, El Hombre festival mucho

Foto: Divulgação

Formada pelos irmãos mexicanos Sebastián e Mateo Piracés-Ugarte e pelos brasileiros Juliana Strassacapa e Andrei Kozyreff, o nome da banda é inspirado no personagem folclórico colombiano e eternizado pelo escritor Gabriel García Márquez em Cem Anos de Solidão. Suas composições, em português e espanhol, representam a união latino-americana e a grande performance nos shows impactaram o disco mais recente do grupo: Rasgacabeza, que gerou participações em grandes festivais do nosso continente como Rock in Rio 2019 e Vive Latino no México. Durante a pandemia, a banda não está parada e lançou cinco singles, o último deles chamado Baile Sudaca.

Señor Flavio (Argentina)

Señor Flavio festival mucho

Foto: Divulgação

O Sr. Flavio é um dos integrantes dos Fabulosos Cadillacs, uma das bandas do nosso continente mais influente e exitosa do chamado “rock latino”. Lotam estádios de norte a sul por onde eles passam. Apresentam uma inovadora fusão de ska, jazz, salsa, tango, reggae, rock e cumbia, entre outros. Sr. Flavio é baixista desta banda histórica e do projeto De La Tierra, formado por Andreas Kisser, do Sepultura, e integrantes da banda Animal, da Argentina, e Maná, do México. Em seu projeto solo, Sr. Flavio traz o groove da Surf Music carregado de elementos do rock e ska.

Daymé Arocena (Cuba)

Daymé Arocena festival mucho

Foto: Gabriel-Bianchini/Divulgação

Com uma voz poderosa, Daymé Arocena é uma das mais carismáticas e talentosas representantes da música cubana atual. Encarna o melhor espírito da nova geração do afro-latin-jazz. Seus múltiplos talentos musicais rapidamente a levaram aos mais importantes lugares da música global ocidental. Não demorou muito para chamar a atenção da plataforma musical Havana Cultura e do selo Brownswood Recordings, referências em música afro-latina e world music. “Sonocardiogram” é seu disco mais recente e representa um retorno vivo das raízes e espiritualidade de Havana.

Ellen Oléria (Brasil)

Ellen Oléria festival mucho

Foto: Divulgação

Com mais de 16 anos na estrada da música, a artista, nascida e criada em Brasília, acumula prêmios em festivais, 5 discos lançados e turnês realizadas pelo Brasil e mundo afora. Conhecida pelo público por seu timbre cintilante, a soprano dramática atua também com seu ativismo político ao apresentar o programa “Estação Plural” pela TV Brasil.

Santa Mala (Bolívia)

Santa Mala festival mucho

Foto: Divulgação

Representantes de um som combatente, afetivo e autobiográfico, Santa Mala é um grupo de hip hop formado por três irmãs costureiras bolivianas que vivem em São Paulo. Conhecidas por suas produções musicais onde o contraste de linhas melódicas hipnóticas encontra vozes aguerridas, as irmãs se dizem responsáveis por um rap “de meninas”, “de bolivianas” e “de bairro” que preenchem com toda a força das suas vidas. O machismo na cena hip hop é um tema recorrente em suas letras, assim como os direitos humanos e a imigração.

Villagrán Bolaños (Paraguai)

Villagrán Bolaños (Paraguai)

Foto: Amalia Rivas/Divulgação

Foi formada em 2011 em Assunção, capital do Paraguai. Mescla ritmos latino-americanos com o rock and roll cru. O grupo vem conquistando o continente pelo potente show ao vivo. Já compartilhou os palcos com Calle 13, Natiruts, Incubus, Bomba Estéreo, Cuarteto de Nos, entre outros. O nome da banda é uma homenagem a Carlos Villagrán, ator que interpreta o Quico, e a Roberto Bolaños, criador da mais latinas das séries: “Chaves”.

Pascula Ilabaca y Fauna (Chile)

Pascula Ilabaca y Fauna festival mucho

Foto: Divulgação

A cantora e acordeonista é representante da geração de jovens artistas do Chile. Junto com sua banda Fauna, ela traz o folclore latino-americano, os ritmos e melodias do jazz, a força do rock, além de flertar com as sonoridades da Índia, a artista reivindica o protagonismo das culturas minoritárias e indígenas. Com um trabalho político e sensível, Pascuala Ilabaca & Fauna realizaram 20 turnês pela Europa com mais de 150 shows, onde destacam-se os concertos com a Filarmónica de Berlim e suas participações em vários festivais. Também fizeram apresentações nos Estados Unidos e em vários países da América Latina.

Serviço: 3ª edição do Festival MUCHO! 
Data: 18 e 19 de setembro
Horário: a partir das 16h
Transmissão gratuita pelo canal do Youtube do festival e pela plataforma “Cultura en Casa”, do Ministério de Cultura da Cidade de Buenos Aires.
Classificação: 18 anos

 

 

 

Apoie os pequenos negócios!
Acesse a Rede do Bem e confira os pequenos empresários e comércios que estão trabalhando para deixar sua vida mais confortável!

Leave A Comment