Adeus a Henriqueta Garcez Duarte, uma das precursoras da Oficina de Música de Curitiba

A pianista Henriqueta Garcez Duarte foi uma das fundadoras do Festival Internacional de Música, que deu origem às Oficinas de Música de Curitiba

henriqueta garcez duarte
Henriqueta Garcez Duarte durante a Oficina de Música de Curitiba, em 1985. Foto: Acervo Casa da Memória

Faleceu nesta segunda-feira (03/08), a pianista Henriqueta Garcez Duarte, uma das fundadoras do Festival Internacional de Música, embrião das Oficinas de Música de Curitiba. A causa da morte não foi divulgada.

A Prefeitura de Curitiba irá decretar luto oficial. “Lamento profundamente a perda de Henriqueta Garcez Duarte, que deixou importante contribuição para a difusão da música, em especial a música erudita. Dona Henriqueta e um grupo de musicistas e entusiastas criaram entre as décadas de 1960 e 70 os Cursos Internacionais de Música do Paraná e os Festivais de Música de Curitiba, que resultaram na formação de grupos musicais, como a Camerata Antiqua de Curitiba, e posteriormente na criação da Oficina de Música, que mantém viva a proposta dos festivais e a sua memória”, destacou a presidente da Fundação Cultural, Ana Cristina de Castro.

Legado na música paranaense

Em 1963, ao lado do seu marido, o engenheiro Eduardo Garcez Duarte, Henrique foi uma das criadoras do Instituto Pró-Música de Curitiba. Em dezembro de 1964, participou do lançamento dos Cursos e dos Festivais Internacionais de Música do Paraná, com o apoio do Governo do Estado e, depois, da Prefeitura de Curitiba.

A pianista foi também diretora da Escola de Música e Belas Artes do Paraná (1974-1978). Em 26 de novembro de 1997, recebeu o título de Cidadã Benemérita de União da Vitória e, em 2017, o título de Membro Honorário da Academia Paranaense de Letras.

Para a coordenadora de Música da Fundação Cultural de Curitiba e diretora geral da Oficina de Música de Curitiba, Janete Andrade, a pianista foi primordial para dar os contornos da cultura da cidade como a conhecemos hoje. “O seu pioneirismo com a criação dos Festivais Internacionais de Música em Curitiba foi fundamental para a formação de centenas de músicos no país, e foi graças a esses festivais tão importantes que temos a Oficina de Música de Curitiba”, afirmou.

Por causa sua importância para a música de Curitiba, Henriqueta Duarte foi uma das personalidades referenciadas em diversas partes do livro “Curitiba & Música – Nos Acordes da Fundação Cultural”, de autoria das pesquisadoras Aparecida Vaz da Silva Bahls e Lilia Maria da Silva, lançado em 2016 pela Fundação Cultural de Curitiba.

Filha do desembargador Joaquim Penido Monteiro, Henriqueta Penido Monteiro Garcez Duarte nasceu em 1928 em Porto União, mas seu pai fez o registro em União da Vitória, cidade onde era prefeito. Seus estudos de piano começaram com sua avó materna Dona Júlia Amazonas e foi aluna, por oito anos, de Magdalena Tagliaferro, no Rio de Janeiro. Estudou ainda no conservatório de Madrid, com José Cubilis, e na Akademie fuer Musik und Darstellende Kunst, em Viena, com Richard Hauser.

Como pianista e conferencista, Henriqueta viajou o Brasil, a Europa e os Estados Unidos. Entre os grupos com quem se apresentou, estão o Quarteto de Cordas de Mozarteum, de Salsburg e o Quarteto Lindsay e Quinteto do Sopro de Munique, além de ser solista dos maestros Souza Lima, Belardi, Peracci, Karabtchewski e Schnorrenberg.

 

 

 

 

Apoie os pequenos negócios!
Acesse a Rede do Bem e confira os pequenos empresários e comércios que estão trabalhando para deixar sua vida mais confortável!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicações Recentes

Documentário sobre cena musical curitibana estreia em canal de TV por assinatura

O documentário Uma Fina Camada de Gelo percorre a cena musical curitibana desde a década de 70 até começo...

MON inaugura galeria virtual com fotos vencedoras de concurso

Concurso #meumon: Revele o Museu que só Você Vê foi realizado antes da pandemia O Museu Oscar Niemeyer (MON) inaugurou uma galeria virtual com as...

Jornalista conta a história da Guerra do Contestado em documentário

Nascido na região do conflito, Dirk Lopes dedicou seu tempo para não deixar a história da maior guerra do século XX no Brasil ficar...

Brasis no Paiol anuncia temporada 2020 on-line com 50 shows

Formato on-line do Brasis no Paiol permitiu aumentar o número de atrações desta oitava temporada Realizado em Curitiba desde 2012, o projeto Brasis no Paiol...

Mostra MOVE de Teatro reúne companhias curitibanas em transmissões ao vivo

Mostra MOVE de Teatro será transmitida pelo Espaço Obragem com oito espetáculos inéditos Entre os dias 3 outubro e 21 de novembro, o Espaço Obragem,...

Veja Também

close-link