As inscrições vão até o dia 28 de outubro

Foto: Maringas Maciel

Estão abertas as inscrições para a seleção do elenco da nova montagem do Teatro de Comédia do Paraná (TCP), com estreia prevista para 25 de março de 2020. Serão escolhidos até oito atores e atrizes profissionais, que começam a ensaiar em novembro de 2019. O edital completo está no site do Teatro Guaíra.

Os profissionais devem ter idade igual ou superior a 18 anos e ser residentes no estado do Paraná. As inscrições podem ser feitas até as 23h59m do dia 28 de outubro de 2019, na forma de e-mail dirigido ao endereço atorestcp2019@gmail.com, contendo: Ficha de Inscrição (Anexo 1 do Edital) e vídeo de até um minuto. Os  interessados também podem enviar o conteúdo exigido através do aplicativo whatsapp pelo número (41) 99255-1271.

O processo de seleção será dividido em três etapas. Na primeira, os candidatos devem enviar um currículo resumido e um vídeo com duração de até um minuto. Os pré-selecionados participam de uma audição com a direção do espetáculo, a ser realizada nos dias 08 e 09 de novembro de 2019.

Na última etapa, os pré-selecionados participam de um workshop nos dias 12, 13 e 14 de novembro, na sede do Teatro Guaíra. Ao término dessa nova dinâmica, será definida a lista final dos atores escolhidos para integrar o elenco.

A lista dos artistas pré-selecionados nas três etapas será divulgada pelo site do Centro Cultural Teatro Guaíra e redes socais.

Sobre o Teatro de Comédia do Paraná (TCP)
O TCP foi criado em 1963 com a finalidade de orientar e coordenar as atividades teatrais do Centro Cultural Teatro Guaíra. O primeiro diretor do grupo foi Cláudio Correa e Castro, que montou Um Elefante no Caos, de Millôr Fernandes. No elenco estavam Paulo Goulart, Nicete Bruno, Lala Schneider, Sale Wolokita, Manuel Kobachuk, José Maria Santos e Joel de Oliveira.

A partir de 1964, o TCP atuou durante 11 anos consecutivos e chegou a produzir até cinco espetáculos em apenas um ano. Em 2016, ele foi reativado e, desde então, já foram apresentadas as peças O Homem Desconfortável, de Edson Bueno e direção de Alexandre Reinecke; Hoje é Dia de Rock, de José Vicente, com direção de Gabriel Villela; e Papéis de Maria Dias, da autora paranaense Luci Collin, com direção de Carol Meinerz e Letícia Guimarães.