Vem aí mais uma edição virtual do 8 ½ Festa do Cinema Italiano

Grande parte da programação é composta por filmes inéditos no Brasil

Entre os dias 17 e 27 de junho, acontece o 8 ½ Festa do Cinema Italiano, que mais uma vez terá uma edição totalmente virtual e gratuita para todo o Brasil. Neste ano, quase todos os filmes são inéditos nos cinemas brasileiros. O festival ainda terá masterclasses e o Foco Alice Rohrwacher, que homenageia uma das realizadoras italianas mais prestigiadas da atualidade.

A cada dia, terá a exibição de dois filmes em pré-estreia, sendo que cada filme será exibido duas vezes, em datas diferentes, a partir das 18h e durante 24 horas. Já a programação do Foco Alice Rohrwacher ficará disponível durante todo o festival. Para assistir, bastará acessar a plataforma Looke (www.looke.com.br) ou site www.festadocinemaitaliano.com.br.

O filme de abertura será “As Irmãs Macaluso” (Le Sorelle Macaluso), terceiro longa-metragem da aclamada Emma Dante, que fez sua estreia mundial no Festival de Veneza 2020, conta a história de cinco irmãs, fazendo um mergulho poético e contundente no universo feminino, marcado pelo tempo, pelas marcas que o tempo e a realidade do subúrbio palermitano onde vivem deixam na vida de cada uma delas.

Dividido em três tempos, “As Irmãs Macaluso” também é um mergulho na memória. “É sobre as coisas que duram. Sobre as pessoas que permanecem mesmo depois da morte. É um filme sobre a velhice e sobre a incrível linha de chegada da vida”, afirma a diretora.

A cineasta também é uma das dramaturgas mais prestigiadas da Itália e ministrará uma masterclass on-line aberta ao público (a data será divulgada em breve).

“A Vida Solitária de Antonio Ligabue”, de Giorgio Diritti, conta a história real de um dos mais surpreendentes artistas italianos do século 20. Foto: Divulgação

De Veneza para Berlim, dois títulos chegam ao Brasil trazendo prêmios da Berlinale 2020. Com o Urso de Prata de Melhor Ator para Elio Germano, “A Vida Solitária de Antonio Ligabue” (Volevo Nascondermi), de Giorgio Diritti, conta a história real de um dos mais surpreendentes artistas italianos do século 20. Vivido por Elio Germano, que está quase irreconhecível em sua caracterização, Ligabue vive por anos em uma cabana à beira do rio sem nunca ceder à solidão, ao frio e à fome. Em uma Itália dominada pelo fascismo, é por meio da pintura que ele encontra um caminho para construir sua identidade, a possibilidade real de ser reconhecido e de amar o mundo.

“Foi uma experiência maravilhosa. Além de seu trabalho, sua técnica, a liberdade, a vontade de ser quem se é, me emociona muito em sua história. Uma história de amor à diversidade e à coerência de seguir suas convicções”, declarou Germano.

Já o nada ortodoxo “Fábulas Sombrias” (Favolacce), dos irmãos Fabio e Damiano D’Innocenzo, levou o Urso de Prata de Melhor Roteiro no Festival de Berlim 2020 e é um sopro de energia no cinema contemporâneo italiano. Inventivo, com linguagem muito particular, que dá ao filme um ritmo e uma atmosfera diferente de tudo, o longa-metragem retrata o cotidiano e o desconforto de várias famílias que vivem em um subúrbio de Roma. No ar quente do verão, há algo que está prestes a explodir. Este cotidiano exasperante é visto, sobretudo, pelo olhar das crianças. Um narrador incerto nos guia, de modo doce e sarcástico, por este conto de fadas sombrio e belo.

“Fábulas Sombrias”, dos irmãos Fabio e Damiano D’Innocenzo, levou o Urso de Prata de Melhor Roteiro no Festival de Berlim 2020. Foto: Divulgação

“Há tudo, menos a felicidade. E na falta da felicidade, se buscam os fetiches. Cada um se apega a seus próprios prêmios de consolação. Faz-se de conta que tudo vai bem, mas, de alguma forma, vemos como é fácil esconder seus segredos a sete chaves mesmo estando em família. E isso se mostrou muito atual, sobretudo em tempos em que estamos em pandemia e todos vivendo muito próximos”, comentou Fabio D’Innocenzo ao jornal Corriere dello Sport.

Filme em proto-latim

Outro destaque é o corajoso “Rômulo & Remo: O Primeiro Rei” (Il Primo Re), de Matteo Rovere, que levou o prêmio David di Donatello de Melhor Fotografia 2020 para Daniele Ciprì. Protagonizado por Alessandro Borghi (Remo) e Alessio Lapice (Rômulo), o longa se passa em 753 A.C, o ano da fundação de Roma, e conta justamente a lenda de Rômulo e Remo, os fundadores da cidade eterna.

Todo falado em proto-latim (que precedeu o latim arcaico), o filme é uma das produções italianas mais ousadas tanto criativamente quanto em questão de produção, cujas filmagens, ocorridas na região do Lazio, justamente onde a história original se passa, exigiram um esforço físico e mental do elenco. Para a construção dos diálogos em proto-latim, Rovere e a roteirista contaram com a consultoria de vários estudiosos e linguistas. Já para criar os cenários com as construções de época, também foram realizados vários estudos e a produção teve a consultoria de historiadores. O elenco também passou meses em treinamento intensivo para vivenciar não só as lutas, mas também a corporalidade dos personagens.

“Rômulo & Remo: O Primeiro Rei” (Il Primo Re), de Matteo Rovere, resgata a sensação de viver a experiência real de uma história que ocorreu séculos antes do surgimento do Império Romano. Foto: Divulgação

Matteo Rovere conta que quis filmar em proto-latim justamente para dar ao público a sensação de viver a experiência real de uma história que ocorreu séculos antes do surgimento do Império Romano. “Eu queria provar também que o cinema italiano é capaz de produzir excelentes resultados comparados com os standards internacionais em questão de dublês, próteses, efeitos especiais, lutas e figurinos. Tudo foi criado na Itália”, comentou o diretor à Screen Daily.

Do drama para a comédia

A programação ainda traz “Volare” (Tutto il Mio Folle Amore), de Gabriele Salvatores (Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1991 com Mediterraneo), que fez sua première mundial no Festival de Veneza 2021. Estrelado pelo jovem Giulio Pranno e pelos experientes Claudio Santamaria e Valeria Golino, o longa-metragem conta a história de um pai ausente que um dia decide ir em busca do filho adolescente Vincent (Pranno), com Transtorno do Espectro do Autismo. Emocionante, Volare é um road movie pelas belas paisagens da Eslovênia, uma viagem de autodescoberta e a descoberta do amor entre pai e filho.

VEJA TAMBÉM: IV Mostra Sesc de Cinema: Concurso ganha formato digital em 2021

Claro que também não poderiam faltar as comédias – além de serem sucesso de bilheteria, também lançam um olhar inteligente sobre a vida na Itália contemporânea. Este ano, a 8 ½ Festa do Cinema Italiano terá a estreia de “Troca Tudo!” (Cambio Tutto!), do diretor Guido Chiesa, e do “Bangla”, de Phaim Bhuiyan, longa-metragem premiado como a melhor comédia italiana de 2019 , que narra as aventuras amorosas de um italiano filho de imigrantes de Bangladesh.

Homenagem ao cinema italiano contemporâneo

O 8 ½ Festa do Cinema Italiano ainda terá uma sessão especial focada em Alice Rohrwacher, uma das realizadoras italianas mais prestigiadas da atualidade. Formada em Literatura e Filosofia pela Universidade de Turim, ela é diretora de filmes como “Lazzaro Felice”, vencedor do Melhor Roteiro do Festival de Cannes 2018, e tem uma obra que retrata a alma humana em histórias nada convencionais.

Público poderá assistir boa parte da produção de Alice Rohrwacher, entre filmes inéditos, curtas e documentários. Foto: Fabio Lovino

Seu longa-metragem de estreia, “Corpo Celeste” (2011 marcou também sua estreia nos sets, pois ela e a irmã, a atriz Alba Rohrwacher, cresceram no campo e sem acesso ao mundo do cinema. A produção estreou na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes e recebeu o conceituado prêmio Nastro D’Argento.

Em 2014, voltou a Cannes com “As Maravilhas”, dessa vez na competição oficial. O longa-metragem conta a história de Gelsomina (a atriz Maria Alexandra Lungu que, na trama, tem o mesmo nome da heroína de “A Estrada”, de Federico Fellini), uma jovem que também vive no campo, mas sonha em ser famosa. A produção conta com Monica Bellucci e Alba Rohrwacher no elenco e levou o Grande Prêmio do Júri em Cannes, o que garantiu o passaporte de Alice para o hall dos diretores mais respeitados do circuito internacional.

Já em 2019, a cineasta levou à Mostra di Cinema de Veneza (o Festival de Veneza) o curta-metragem “Omelia Contadina”, realizado em parceria com o artista francês JR. Uma proposta experimental de protesto visual ao realizar o velório simbólico da agricultura camponesa.

Na sessão especial do 8 ½ Festa do Cinema Italiano, o público poderá assistir boa parte da produção de Alice Rohrwacher, entre filmes inéditos, curtas-metragens e documentários, e ainda conferir uma masterclass com a cineasta (cuja data será divulgada durante o festival), que irá falar do seu trabalho com críticos e jornalistas.

O 8 ½ Festa do Cinema Italiano é organizado pela Associação Il Sorpasso e Risi Film Brasil e promovido pelos Institutos Italianos de Cultura do Rio de Janeiro e de São Paulo, com o suporte institucional da rede diplomático-consular italiana no Brasil, assim como o apoio do Istituto Luce Cinecittà e apoio cultural da Bonfilm.

PROGRAMAÇÃO DE FILMES DO 8 ½ FESTA DO CINEMA ITALIANO

17 de junho
AS IRMÃS MACALUSO (LE SORELLE MACALUSO)
Direção: Emma Dante
2020 | DRAMA | 12 ANOS

Maria, Pinuccia, Lia, Katia, Antonella. A infância, a idade adulta e a velhice de cinco irmãs nascidas e criadas em um apartamento no último andar de um prédio nos arredores de Palermo. Uma casa que carrega os sinais do passar do tempo dos que cresceram e dos que ainda vivem. A história de cinco mulheres, de uma família, das que vão embora, das que ficam e das que resistem. Emma Dante, uma das mais importantes dramaturgas da sua geração, traz para a tela uma das suas obras mais aclamadas.

5 É O NÚMERO PERFEITO (5 È IL NUMERO PERFETTO)
Direção: Igor “Igort” Tuveri
2019 | DRAMA | 14 ANOS

Nápoles, anos setenta, Peppino Lo Cicero, um mafioso aposentado de segunda classe, regressa ao campo após o assassinato do filho. Este trágico evento desencadeia uma série de ações e reações violentas, mas também é a centelha para começar uma nova vida. Um pequeno afresco napolitano na Itália dos anos setenta. 5 è il numero perfetto é a história de uma amizade traída, mas também de uma segunda chance e um renascimento. Uma inusitada mistura entre cinema e história em quadrinhos com um inédito Toni Servillo no papel de Peppino.

18 de junho
FÁBULAS SOMBRIAS (FAVOLACCE)
Direção: Damiano D’Innocenzo e Fabio D’Innocenzo
2020 | DRAMA | 16 ANOS

A grande surpresa do novo cinema italiano, vencedor do Urso de Prata de Melhor Roteiro no Festival de Berlim. O calor sufocante do verão atinge uma área residencial nos subúrbios de Roma. Muitas famílias vivem ali sem pertencer a lugar nenhum. Há uma misteriosa sensação de desconforto prestes a explodir. Um narrador incerto guia-nos, de modo doce e sarcástico, através deste negro conto de fadas. Uma história sobre mulheres e homens que veem as suas esperanças e sonhos caírem cedo demais até que a raiva reprimida das crianças revela essa fachada grotesca, com consequências devastadoras para toda a comunidade.

BANGLA
Direção: Phaim Bhuiyan
2019 | COMÉDIA | 14 anos

O primeiro trabalho realizado por Phaim Bhuiyan é inspirado em sua vida e traz como protagonista o próprio Phaim, um rapaz, de 22 anos, oriundo do Bangladesh, que vive em Torpignattara, nos subúrbios de Roma. Quando se apaixona perdidamente por Asia, uma jovem italiana, entra em pânico. De acordo com os seus pais, muito tradicionais, ele tem que casar com uma mulher Bengali, e de acordo com a lei islâmica, sexo antes do casamento é pecado. O que fazer? Uma comédia honesta sobre integração e identidade.

19 de junho
VOLARE (TUTTO IL MIO FOLLE AMORE)
Direção: Gabriele Salvatores
2019 | DRAMA | 12 ANOS

Já se passaram dezesseis anos desde que Vincent nasceu e não foram anos fáceis para ninguém. Willi, um músico sem grande sucesso, é o pai natural do menino, que fugiu antes do seu nascimento.

Uma noite finalmente decide ir ao encontro do filho que nunca viu e descobre algo que não imaginava. Vincent é uma pessoa com deficiência (PcD), frágil e surpreendente. Ele não poderia saber que aquele pequeno gesto de responsabilidade seria apenas o início de uma grande aventura.

Volare é a mais recente obra de Gabriele Salvatores, diretor que venceu o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1991 com Mediterraneo.

TROCA TUDO! (CAMBIO TUTTO!)
Direção: Guido Chiesa
2020 | COMÉDIA | 12 ANOS

Giulia tem 40 anos e vive em estresse, lidando diariamente com a incompetência do seu novo chefe, com o inútil companheiro pintor sem um tostão, com a amiga egocêntrica e cheia de amores imaginários e com a balança que marca sempre o mesmo peso apesar de uma duríssima dieta.

Tenta ser resiliente, toma comprimidos, mas não consegue se fazer respeitar. Assim resolve recorrer a um conselheiro holístico cujo rosto inexplicavelmente aparece em todos os lugares por onde vai. O que mudará na vida de Giulia depois desta consulta?

20 de junho
RÔMULO & REMO: O PRIMEIRO REI (IL PRIMO RE)
Direção: Matteo Rovere
2019 | DRAMA | 16 ANOS

Uma história atemporal, de amor, sangue e conflito. Dois irmãos em luta, sozinhos no mundo. Em um reside a força do outro, uma ligação destinada a se transformar na lenda de Rômulo e Remo.

Em um mundo antigo e hostil, vão desafiar a vontade dos deuses. Do sangue deles vai nascer uma cidade, Roma, e o maior império que a história alguma vez conheceu. Uma das produções italianas mais ambiciosas dos últimos anos.

IRMÃOS À ITALIANA (PADRENOSTRO)
Direção: Claudio Noce
2020 | DRAMA | 12 ANOS

Roma, 1976. Valerio tem 10 anos e uma imaginação fértil. Sua vida de criança vira de cabeça para baixo quando testemunha o atentado a seu pai Alfonso por um comando terrorista. Desde então, o medo e uma sensação de vulnerabilidade marcam dramaticamente os sentimentos de toda a família. Mas é justamente nesses dias difíceis que Valerio conhece Christian. Esse encontro mudará suas vidas para sempre.

Com Padrenostro, Claudio Noce revela uma página difícil de sua própria autobiografia (seu pai Alfonso, vice-comissário, foi vítima de um atentado pelos Núcleos Armados Proletários em 1976). Em Veneza, Pierfrancesco Favino conquistou a Copa Volpi de Melhor Ator.

21 de junho
ERA UMA VEZ A MÁFIA (LA MAFIA NON È PIÙ QUELLA DI UNA VOLTA)
Direção: Franco Maresco
2019 | DOCUMENTÁRIO | 14 ANOS
Por ocasião do aniversário do assassinato de Giovanni Falcone e Paolo Borsellino, os famosos juízes que entraram em guerra direta contra a máfia, o diretor Franco Maresco revisita, de forma sarcástica e grotesca, a memória histórica italiana, questionando sobre os ideais que permaneceram até os dias de hoje, especialmente na Sicília. Maresco é acompanhado pela renomada fotógrafa da máfia, Letizia Battaglia, uma artista amargurada pelas manipulações das comemorações por parte da classe política italiana e também pelo “mítico” Ciccio Mira, um duvidoso organizador de festas de rua.

Este documentário, que ganhou o Grande Prêmio do Júri no Festival de Veneza, revela mais uma vez a genial capacidade de Maresco em olhar com ironia os lados mais negros da humanidade.

AS IRMÃS MACALUSO (LE SORELLE MACALUSO)
Direção: Emma Dante
2020 | DRAMA | 12 ANOS

Maria, Pinuccia, Lia, Katia, Antonella. A infância, a idade adulta e a velhice de cinco irmãs nascidas e criadas em um apartamento no último andar de um prédio nos arredores de Palermo. Uma casa que carrega os sinais do passar do tempo dos que cresceram e dos que ainda vivem. A história de cinco mulheres, de uma família, das que vão embora, das que ficam e das que resistem. Emma Dante, uma das mais importantes dramaturgas da sua geração, traz para a tela uma das suas obras mais aclamadas.

22 de junho
A VIDA SOLITÁRIA DE ANTONIO LIGABUE (VOLEVO NASCONDERMI)
Direção: Giorgio Diritti
2020 | DRAMA | 12 ANOS
A vida de Antonio Ligabue, um dos mais surpreendentes artistas italianos do século XX vivido por Elio Germano com uma magnífica interpretação que lhe valeu o Urso de Prata de Melhor Ator no Festival de Berlim.
Antonio vive durante anos em uma cabana à beira do rio sem nunca ceder à solidão, ao frio e à fome. O encontro com o escultor Renato Marino Mazzacurati é uma oportunidade de se aproximar da pintura, é o início de uma redenção na qual sente que a arte é o único meio de construir sua identidade, a possibilidade real de ser reconhecido e de amar o mundo.

5 É O NÚMERO PERFEITO (5 È IL NUMERO PERFETTO)
Direção: Igor “Igort” Tuveri
2019 | DRAMA | 14 ANOS

Nápoles, anos setenta, Peppino Lo Cicero, um mafioso aposentado de segunda classe, regressa ao campo após o assassinato do filho. Este trágico evento desencadeia uma série de ações e reações violentas, mas também é a centelha para começar uma nova vida. Um pequeno afresco napolitano na Itália dos anos setenta. 5 è il numero perfetto é a história de uma amizade traída, mas também de uma segunda chance e um renascimento. Uma inusitada mistura entre cinema e história em quadrinhos com um inédito Toni Servillo no papel de Peppino.

23 de junho
RÔMULO & REMO: O PRIMEIRO REI (IL PRIMO RE)
Direção: Matteo Rovere
2019 | DRAMA | 16 ANOS

Uma história atemporal, de amor, sangue e conflito. Dois irmãos em luta, sozinhos no mundo. Em um reside a força do outro, uma ligação destinada a se transformar na lenda de Rômulo e Remo.

Em um mundo antigo e hostil, vão desafiar a vontade dos deuses. Do sangue deles vai nascer uma cidade, Roma, e o maior império que a história alguma vez conheceu. Uma das produções italianas mais ambiciosas dos últimos anos.

TROCA TUDO! (CAMBIO TUTTO!)
Direção: Guido Chiesa
2020 | COMÉDIA | 12 ANOS

Giulia tem 40 anos e vive em estresse, lidando diariamente com a incompetência do seu novo chefe, com o inútil companheiro pintor sem um tostão, com a amiga egocêntrica e cheia de amores imaginários e com a balança que marca sempre o mesmo peso apesar de uma duríssima dieta.

Tenta ser resiliente, toma comprimidos, mas não consegue se fazer respeitar. Assim resolve recorrer a um conselheiro holístico cujo rosto inexplicavelmente aparece em todos os lugares por onde vai. O que mudará na vida de Giulia depois desta consulta?

24 de junho
OS PREDADORES (I PREDATORI)
Direção: Pietro Castellitto
2020 | DRAMA | 14 ANOS
Duas famílias aparentemente incompatíveis: a Pavone e a Vismara. A primeira de burgueses e intelectuais, a outra de proletários e fascistas. Núcleos opostos compartilhando a mesma selva, Roma. Um incidente banal fará com que esses dois pólos colidam. E a loucura de um rapaz de 25 anos encontrará as cartas que revelam que todo mundo tem um segredo e ninguém é o que parece. Todos nós somos predadores. Um filme de estreia surpreendente e sarcástico, vencedor do Prêmio Orizzonti de Melhor Roteiro no Festival de Veneza, revelando o talento de Pietro Castellitto, filho do grande ator Sergio.

ERA UMA VEZ A MÁFIA (LA MAFIA NON È PIÙ QUELLA DI UNA VOLTA)
Direção: Franco Maresco
2019 | DOCUMENTÁRIO | 14 ANOS
Por ocasião do aniversário do assassinato de Giovanni Falcone e Paolo Borsellino, os famosos juízes que entraram em guerra direta contra a máfia, o diretor Franco Maresco revisita, de forma sarcástica e grotesca, a memória histórica italiana, questionando sobre os ideais que permaneceram até os dias de hoje, especialmente na Sicília. Maresco é acompanhado pela renomada fotógrafa da máfia, Letizia Battaglia, uma artista amargurada pelas manipulações das comemorações por parte da classe política italiana e também pelo “mítico” Ciccio Mira, um duvidoso organizador de festas de rua.

Este documentário, que ganhou o Grande Prêmio do Júri no Festival de Veneza, revela mais uma vez a genial capacidade de Maresco em olhar com ironia os lados mais negros da humanidade.

25 de junho
A VIDA SOLITÁRIA DE ANTONIO LIGABUE (VOLEVO NASCONDERMI)

Direção: Giorgio Diritti
2020 | DRAMA | 12 ANOS

A vida de Antonio Ligabue, um dos mais surpreendentes artistas italianos do século XX vivido por Elio Germano com uma magnífica interpretação que lhe valeu o Urso de Prata de Melhor Ator no Festival de Berlim.

Antonio vive durante anos em uma cabana à beira do rio sem nunca ceder à solidão, ao frio e à fome. O encontro com o escultor Renato Marino Mazzacurati é uma oportunidade de se aproximar da pintura, é o início de uma redenção na qual sente que a arte é o único meio de construir sua identidade, a possibilidade real de ser reconhecido e de amar o mundo.

VOLARE (TUTTO IL MIO FOLLE AMORE)
Direção: Gabriele Salvatores
2019 | DRAMA | 12 ANOS

Já se passaram dezesseis anos desde que Vincent nasceu e não foram anos fáceis para ninguém. Willi, um músico sem grande sucesso, é o pai natural do menino, que fugiu antes do seu nascimento.

Uma noite finalmente decide ir ao encontro do filho que nunca viu e descobre algo que não imaginava. Vincent é uma pessoa com deficiência (PcD), frágil e surpreendente. Ele não poderia saber que aquele pequeno gesto de responsabilidade seria apenas o início de uma grande aventura.

Volare é a mais recente obra de Gabriele Salvatores, diretor que venceu o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1991 com Mediterraneo.

26 de junho
BANGLA
Direção: Phaim Bhuiyan
2019 | COMÉDIA | 14 anos

O primeiro trabalho realizado por Phaim Bhuiyan é inspirado em sua vida e traz como protagonista o próprio Phaim, um rapaz, de 22 anos, oriundo do Bangladesh, que vive em Torpignattara, nos subúrbios de Roma. Quando se apaixona perdidamente por Asia, uma jovem italiana, entra em pânico. De acordo com os seus pais, muito tradicionais, ele tem que casar com uma mulher Bengali, e de acordo com a lei islâmica, sexo antes do casamento é pecado. O que fazer? Uma comédia honesta sobre integração e identidade.

IRMÃOS À ITALIANA (PADRENOSTRO)
Direção: Claudio Noce
2020 | DRAMA | 12 ANOS

Roma, 1976. Valerio tem 10 anos e uma imaginação fértil. Sua vida de criança vira de cabeça para baixo quando testemunha o atentado a seu pai Alfonso por um comando terrorista. Desde então, o medo e uma sensação de vulnerabilidade marcam dramaticamente os sentimentos de toda a família. Mas é justamente nesses dias difíceis que Valerio conhece Christian. Esse encontro mudará suas vidas para sempre.

Com Padrenostro, Claudio Noce revela uma página difícil de sua própria autobiografia (seu pai Alfonso, vice-comissário, foi vítima de um atentado pelos Núcleos Armados Proletários em 1976). Em Veneza, Pierfrancesco Favino conquistou a Copa Volpi de Melhor Ator.

27 de junho
OS PREDADORES (I PREDATORI)
Direção: Pietro Castellitto
2020 | DRAMA | 14 ANOS
Duas famílias aparentemente incompatíveis: a Pavone e a Vismara. A primeira de burgueses e intelectuais, a outra de proletários e fascistas. Núcleos opostos compartilhando a mesma selva, Roma. Um incidente banal fará com que esses dois pólos colidam. E a loucura de um rapaz de 25 anos encontrará as cartas que revelam que todo mundo tem um segredo e ninguém é o que parece. Todos nós somos predadores. Um filme de estreia surpreendente e sarcástico, vencedor do Prêmio Orizzonti de Melhor Roteiro no Festival de Veneza, revelando o talento de Pietro Castellitto, filho do grande ator Sergio.

IRMÃOS À ITALIANA (PADRENOSTRO)
Direção: Claudio Noce
2020 | DRAMA | 12 ANOS

Roma, 1976. Valerio tem 10 anos e uma imaginação fértil. Sua vida de criança vira de cabeça para baixo quando testemunha o atentado a seu pai Alfonso por um comando terrorista. Desde então, o medo e uma sensação de vulnerabilidade marcam dramaticamente os sentimentos de toda a família. Mas é justamente nesses dias difíceis que Valerio conhece Christian. Esse encontro mudará suas vidas para sempre.

Com Padrenostro, Claudio Noce revela uma página difícil de sua própria autobiografia (seu pai Alfonso, vice-comissário, foi vítima de um atentado pelos Núcleos Armados Proletários em 1976). Em Veneza, Pierfrancesco Favino conquistou a Copa Volpi de Melhor Ator.

FILMES DA MOSTRA FOCO ALICE ROHRWACHER
Disponíveis das 9h do dia 17 de junho até às 9h do dia 28 de junho

CORPO CELESTE
2011 | DRAMA | 12 ANOS
Marta tem treze anos e, após dez anos passados com a família na Suíça, regressa ao sul profundo italiano, a Reggio Calabria, a cidade onde nasceu.
Neste novo mundo prova os limites de uma cidade desconhecida e as incongruências e a dureza do catecismo da Igreja Católica Romana.

AS MARAVILHAS (LE MERAVIGLIE)
2014 | DRAMA | 14 anos
Gelsomina é uma jovem moça que vive com seus pais e suas irmãs na região da Toscana, cercada por natureza. A serenidade e calma de seus dias parecem ser perturbadas com a chegada de Martin em sua vida.

OMELIA CONTADINA
2020 | DOCUMENTÁRIO | 12 anos
Uma comunidade camponesa se reúne em um planalto na fronteira entre três regiões para celebrar o funeral da agricultura camponesa. Uma ação cinematográfica para evitar o desaparecimento de uma cultura milenar.

UNA CANZONE (9X10 NOVANTA)
2014 | DOCUMENTÁRIO | 12 anos
O Arquivo do Instituto Luce festejou 90 anos de existência em 2014. Para celebrar, nove dos mais promissores diretores do cinema italiano realizaram curtas documentais a partir do acervo do instituto. Alice Rohrwacher é um deles e o seu trabalho fala de música, de memória e de guerra com Una Canzone.

 

Você sabia que o Curitiba de Graça é um veículo feito por jornalistas e é independente? Para continuarmos fazendo nosso trabalho de difusão da cultura precisamos do seu apoio. Veja como colaborar AQUI.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Publicações Recentes

Às vezes, aos domingos: Bate-papo reúne autores paranaenses que não se conhecem

Com formações avessas à área literária, autores conversarão pela primeira vez durante a próxima edição de "Às vezes, aos...
- Advertisement -

Veja Também

spot_imgspot_img

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.